Silas Malafaia choca o país com suas declarações no programa De frente com Gabi


Por Luiz Fernando Almeida

silas-malafaia-frente-gabi-video

Esse texto eu escrevi originalmente para o blog Juicy Santos

Suas declarações causaram revoltas nas redes sociais e em pouco tempo o nome do pastor já estava entre os assuntos mais comentados no Twitter. A audiência da atração também foi alta – o SBT ficou em segundo lugar com mais de seis pontos em diversas partes da entrevista. Gays, heteros, jovens, todos ficaram indignados com as declarações do pastor durante a entrevista.

Então, antes de alguém começar a falar que nós gays temos mania de perseguição, vale lembrar que muita gente também está indignada com esta entrevista.
Não é de hoje que o pastor gera polêmicas com suas declarações à respeito do assunto. Sempre que é questionado, manifesta-se de forma eloquente porém muito agressiva.
Às vezes, tenho a sensação de que ele pode estar reprimindo um desejo seu e luta com todas as forças contra isso. Porque somente assim eu conseguiria compreender o motivo de tanta raiva e desprezo para com o próximo. Mas afinal de contas, Deus não fala na Bíblia que devemos amar uns aos outros? Deus também não fala na Bíblia para não fazermos acepção de pessoas? Então tem algo muito errado nesse discurso do pastor já que ele afirma seguir as escrituras sagradas.
Muito se falou sobre a matéria na Forbes sobre os pastores mais ricos do Brasil, e claro que o pastor Silas Malafaia desconversou e tentou defender sua fortuna, alegando que a Forbes não sabe que seu patrimônio, avaliado aproximadamente em 4 milhões de reais, segundo ele mesmo, vem das vendas de livros, DVDs e palestras pelo Brasil afora. Disse também que entrará com uma ação judicial contra a revista por injúria e difamação. Mas o pior mesmo veio depois…
Marília Gabriela corrige o pastor Silas Malafaia logo no começo, já que ele se refere à homossexualidade como homossexualismo, de forma pejorativa levando em consideração que o sufixo ‘ismo‘ nesse caso quer dizer doença, apesar do pastor dizer que não caracteriza como doença.
Entrando no assunto com o discurso de reeleição de Barack Obama, onde apoia a luta pelos direitos gays nos Estados Unidos, enfaticamente o pastor diz que na igreja dele, o presidente dos EUA não teria sido reeleito.
Aí começa a enxurrada de água de chuca saída da boca do pastor!
“Ninguém nasce gay! A homossexualidade é um comportamento!” depois de discutirem um pouco sobre o assunto o pastor completa: ”Não existe ordem cromossômica homossexual, não existe gene homossexual. Existe ordem cromossômica de macho e fêmea”.
Na concepção do pastor Silas Malafaia a homossexualidade é uma preferência sexual aprendida ou imposta e ainda diz que 46% dos gays e lésbicas foram violentados quando criança. Os outros 54% escolheram ser gays.
Como uma pessoa pode acreditar nisso? Quer dizer que ou fomos estuprados quando mais novos ou somos um bando de pervertidos? Já está mais do que claro que ninguém escolhe ser homossexual. Não há o que se discutir a respeito. As pessoas nascem assim e pronto. Sou de família evangélica, fui criado segundo os mandamentos bíblicos e até a adolescência, me vi obrigado a renegar o que eu sentia de verdade porque acreditava que era errado/pecado. Felizmente, descobri e assumi minha sexualidade. Minha família, mesmo sendo evangélica, me aceita e respeita. Claro, não é o que eles queriam pra minha vida, mas quem tem que decidir isso sou eu, não é verdade?
Durante a entrevista o pastor afirma que em caso de gêmeos univitelinos em 35% dos casos apenas um deles é gay e o outro é hetero, mas esse dado não está correto! É uma afirmação mentirosa dos fatos já que os dados chegam a mais de 50%! Em apenas UM estudo, na Austrália, ficou menor que isso.
Engraçado é que ele usa apenas os dados de um estudo que onde a proporção ficou abaixo do esperado e vende isso como uma verdade. Porque não fala sobre os outros estudos? Fácil usar informações parciais para jogar na mídia e manipular seus fiéis.
‘Amo gays como amo bandidos’ – E nada acontece? E se ele dissesse “Amo negros como amo bandidos”, o que aconteceria?
O pastor insiste em afirmar que a comunidade LGBTT luta por direitos iguais, mas sem merecimento. Insiste em dizer que somos apenas um grupo que cresceu e por isso nos achamos no direito de ter voz ativa. Era tanto absurdo nessa entrevista que eu realmente fiquei atordoado. Em certo momento, eu achei que a Gabi (aquelas bem intimas) fosse voar no pescoço dele, mas no final do segundo bloco ela diz que não faria isso. Vontade, eu tenho certeza absoluta que não lhe faltou.
Com um líder religioso, pregando de forma tão contundente sobre a homossexualidade, não me admira que os casos de agressões e assassinatos de gays e lésbicas aumentem a cada ano.
A apresentadora terminou a entrevista com uma frase forte: “Que o Deus que eu acredito, que não sei se é o mesmo que o seu, te perdoe”.
É pastor, resta-nos esperar que Deus lhe perdoe e que esse seu Deus que prega o ódio a homossexuais, não exista. 
Veja aqui, a entrevista na íntegra.
Anúncios
Postado em Sem categoria

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s