Mostra “Réquiem para Um Rapaz Triste – 10 Anos”

alice

 

A Secretária de Cultura do Estado de São Paulo, através da Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias (ACGE), e o Centro de Cultura, Memória e Diversidade Sexual apresentam e apóiam o evento “Réquiem para Um Rapaz Triste – 10 Anos”, em comemoração aos dez anos do espetáculo homônimo, criado pelo ator, produtor, jornalista, dramaturgo, Rodolfo Lima, com base nas personagens femininas do também jornalista, dramaturgo e escritor gaucho Caio Fernando Abreu (1948-1996).

A mostra ocorrerá de 20 de janeiro a 24 de fevereiro 2013 na Casa Contemporânea, um espaço multidisciplinar localizado na Vila Mariana, zona Sul de São Paulo, dedicado a exposições, encontros e debates sobre arte, arquitetura, urbanismo, moda, teatro.
O espetáculo “Réquiem para Um Rapaz Triste” conta a história de Alice, uma mulher quarentona que revê sua vida e questiona suas escolhas de forma crua e pontual, numa conversa direta e franca com a plateia.

O trabalho intimista foi concebido para um pequeno público, que assiste à montagem dentro do cômodo de uma casa. A peça não se utiliza de recursos como sonoplastia e iluminação, com o objetivo de transpor cenicamente a realidade da personagem.
Além da apresentação da peça, o evento contará com uma extensa programação que inclui exibição de vídeos, exposição de fotos e outros trabalhos cênicos ligados ao

trabalho de Rodolfo Lima.

Para as comemorações dos 10 anos, Rodolfo Lima concebeu uma continuação para a personagem Alice, no solo batizado – a priori – como “Cerimônia do Adeus”.
A mostra “Réquiem para Um Rapaz Triste – 10 Anos” também traz para a Casa Contemporânea duas peças do repertório do ator: “Bicha Oca” – concebida a partir dos textos homoeróticos do autor pernambucano Marcelino Freire, em parceria com o ator João Pedro Matos – e a inédita “DESamaDOR” – a partir do livro “O amor esquece de começar”, do autor gaúcho Fabrício Carpinejar.

Durante as 5 semanas da mostra, o público poderá conferir uma exposição de fotos, vídeos com fragmentos do espetáculo e depoimentos do ator, além da exibição de fragmentos do processo, trechos do texto, referências, anotações e uma linha do tempo pontuando a trajetória da peça.

Apenas na cidade de São Paulo, o trabalho percorreu 23 espaços diferentes, além de viajar para Santos, São José dos Campos, Itapevi, Mogi das Cruzes, Santana do Parnaíba, Assis, Campinas, São José do Rio Preto e Presidente Prudente. Também marcou presença em Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Rio de Janeiro e passeou por 4 cidades baianas (Santo Amaro da Purificação, Salvador, Alagoinhas e Porto Seguro). A peça também fez uma turnê itinerante em 12 casas particulares, no projeto batizado de “Alice na sua casa”.

PROGRAMAÇÃO

Bicha Oca – Quartas (as 19h e 21h) e Quintas, 21h (de 23/01 a 21/02)
Cerimônia do Adeus – Sextas e Sábados, 21h (de 25/01 a 22/02)
Réquiem para um rapaz triste – Sábados, 18h (de 26/01 a 23/02)
DESamaDOR, Domingo, às 17h e 19h (de 27/01 a 24/02)

OBSERVAÇÕES
As apresentações ocorridas às quartas-feiras às 19h da peça “Bicha Oca” e aos sábados às 18h de “Réquiem para um rapaz triste”, são GRATUITAS.
A capacidade de público para cada sessão será de 30 pessoas.
O público poderá reservar lugar pelo e-mail teatrodoindividuo@gmail.com  ou pelo telefone (11) 9-7497-4207

SERVIÇO
Réquiem para Um Rapaz Triste – 10 Anos
Produção, Adaptações e interpretação: Rodolfo Lima
Ator Convidado: João Pedro Matos (dividi a cena com Lima na apresentação de “Bicha Oca”
Assessoria de Imprensa: Danilo Dainezi
De 20 de janeiro a 24 de fevereiro 2013
Na Casa Contemporânea, localizada na rua Capitão Macedo, 370, Vila Mariana, zona Sul de São Paulo. Telefone (11) 2337-3015.
Ingressos de R$ 10 a R$ 20, com apresentações populares gratuitas as quartas e aos sábados às 18h
Duração: todas as peças tem duração de aproximadamente 50 minutos
Classificação: Bicha Oca (18 anos), Réquiem para um rapaz triste e Cerimônia do Adeus (16 anos), DESamaDor (livre)

 

 

Espetáculo Dama da Noite lança ação colaborativa na Internet.

Praticamente todo mundo possui uma conta no Twitter ou um perfil do Facebook, dando as caras na internet o tempo todo.

Agora, imagine utilizar redes sociais como o Instagram e twitter para mobilizar as pessoas e fazer um novo teaser de divulgação e também mudar toda a programação visual de uma peça de teatro com suas fotos?

Essa e a nova iniciativa do espetáculo “Dama da Noite” que tem no elenco o ator Luiz Fernando Almeida com direção de André Leahun e esta em cartaz todas as sextas-feiras de Novembro às 21h na Vila do Teatro em Santos. “Essa nossa interatividade na rede é um reflexo da nossa própria realidade, da cumplicidade e proximidade que buscamos no palco” comenta o diretor Andre Leahun.  “Todo mundo aqui é heavy user: um gosta mais do Twitter, outro do Instagram, outro do Facebook”- comenta o ator Luiz Fernando Almeida.

A ideia do #damaconnected e bem simples e tem umas regras super básicas:

A partir dessa sexta-feira dia 16/11, o publico esta convidado a levar seus celulares, maquinas fotográficas, filmadoras e pode, ou melhor, deve registrar o espetáculo. Depois e só postar as fotos no twitter e ou no instagram com a hashtag # damaconnected ate o dia 01/12. Os que optarem pela filmagem, podem enviar o link por e-mail (superbacanaproducoeseventos@gmail.com) Mas e bom lembrar que NÃO E PERMITIDO FOTOGRAFAR COM FLASH!

Todas as fotos serão postadas em nossas redes sociais Twitter e Instagram (@damadanoite1) e no blog (www.damadanoiteteatro.blogspot.com) As melhores imagens, serão utilizadas no novo teaser de divulgação do espetáculo e também nas novas peças gráficas (flyers, cartazes, banner e etc.).

Outra novidade, e que a partir desta sexta-feira os seguidores do twitter poderão assistir o espetáculo via Twitcam. Sim, nos vamos transmitir o espetáculo ao vivo.“ Tenho muitos amigos e seguidores que comentam que gostariam de assistir ao espetáculo e não tem como vir a Santos, como nos não conseguimos circular com a peça, resolvemos dar esta oportunidade aos amigos e fãs de Caio Fernando Abreu” comenta Luiz Fernando

Sucesso de publico e critica  o monologo dramático pode ser visto na Vila do Teatro todas as sextas-feiras de Novembro

Texto clássico do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, “Dama da Noite” estreou em Abril de 2011 e agora cumpre sua oitava temporada na cidade de Santos com sucesso de critica e publico. Em Novembro, o espetáculo estará em cartaz todas as sextas-feiras as 21h na Vila do Teatro no Centro Histórico de Santos. Não há cobrança de valor fixo pelo ingresso e o publico pode assistir as sessões utilizando o sistema PAGUE QUANTO PUDER após cada apresentação.

No palco, apenas o ator Luiz Fernando Almeida e toda a angústia de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê – e que o vê de volta.

Com direção de Andre Leahun, a Dama da Noite recebe uma platéia de apenas 30 convidados por sessão em um cenário que é uma residência, mas pode ser também um clube ou o quê a imaginação do público permitir. Centro das atenções das 30 pessoas, a Dama da Noite não se limita a atuar e instiga um diálogo com seu público em clima intimista.

Traços característicos da obra de Caio Fernando, um porta-voz dos sentimentos menos comentados do mundo como a solidão, a angústia, a tristeza e a rejeição, preservados na nova montagem por Leahun.

A Dama da Noite fala de si, mas é universal por carregar esses sentimentos. “Olha bem pra mim, eu tenho cara de quem escolheu alguma coisa na vida?

“Desde a estreia  realizamos temporadas consecutivas na cidade e temos colhido ótimos resultados. E bacana ver que agora existem vários espetáculos realizando temporadas na região e também descobrir que o nosso espetáculo encorajou outros atores a produzirem seus monólogos que nunca foi um gênero muito difundido na Baixada. Em quase dois anos de carreira, nos paramos apenas 03 meses e o resto do tempo permanecemos em cartaz em diversos espaços da cidade. Graças a Deus, sempre com sucesso de publico e uma excelente resposta de critica. Ano passado, o espetáculo ficou em segundo lugar no Premio Nacional de Cultura de Mogi das Cruzes categoria Teatro Adulto e foi citado entre os 10 melhores espetáculos do Estado de São Paulo na lista do critico Rodolfo Lima (Mix Brasil)” conta o ator e produtor do espetáculo  Luiz Fernando Almeida.
No teatro desde 1990, Luiz Fernando foi premiado com o Prêmio Plínio Marcos – Melhor Ator Coadjuvante – pelo espetáculo “Quando os Olhos se Fecham” (2009) e no XVIII Festac (Festival de Teatro de Cubatão) – Melhor Ator Coadjuvante – por “O que terá Acontecido a Rosemary?” (2010).Recentemente filmou o curta metragem “ Meu Neném” de Ricardo Santini com previsão de lançamento ainda este ano e atuou como protagonista no Videoclipe “ Bonita” da banda Zebra Zebra.

Dama da Noite – De: Caio Fernando Abreu
Com: Luiz Fernando Almeida – Direção: Andre Leahun

Blog: www.damadanoiteteatro.blogspot.com

INFORMAÇÕES: Dama da Noite
Datas: 16, 23, 30 de Novembro- Todas as sextas-feiras sempre as 21h
Preços: Pague quanto puder | Classificação etária: Livre

LOCAL: Vila do Teatro (Capacidade: 30 lugares)
Praça dos Andradas ( Esquina com a Rua Visconde do Embaré)- Em Frente a Rodoviária

Informações: 13 8161 8751

Fams inaugura na terça Sala Serafim Gonzalez

O ator e escultor Serafim Gonzalez será homenageado pela Fams (Fundação Arquivo e Memória de Santos), que vai dar seu nome a uma sala no Espaço Cultural Casa de Frontaria Azulejada (rua do Comércio, 96, Centro Histórico). O espaço, onde serão realizadas exposições, palestras e cursos, será inaugurado na terça-feira (25), às 17h.

Gonzalez nasceu em Sertãozinho (SP) no dia 19 de maio de 1934, mas iniciou a carreira artística aos 14 anos em Santos. Ele participou de várias novelas e peças teatrais Seu maior sucesso foi na televisão, tendo se destacado nas primeiras versões de Mulheres de Areia (1973 e 1993), quando esculpiu as estátuas para o personagem Tonho da Lua.

Serafim Gonzalez morreu em 2007. Era casado com a ex-atriz Mara Husemann, com quem teve três filhos: Daniel Leandro Gonzalez, artista plástico e professor de filosofia, que morreu no ano passado; Luciano e Alfredo.

MIRANDA KASSIN E ANDRÉ FRATESCHI – HITS DO UNDERGROUND em Santos

André Frateschi é cantor e ator, Miranda Kassin um dos principais nomes da música paulistana atual. Conhecidos por suas performances teatrais e irreverentes, juntaram-se para apresentar canções de compositores e grupos que marcaram a cena musical independente da primeira década dos anos 2000, e que com o auxílio das novas ferramentas digitais articularam-se para disseminar seus trabalhos para além das habituais fronteiras. O projeto “Hits do Underground” conta com músicas representativas de bandas e artistas como Vanguart, Wado, Os Mulheres Negras,, Mombojó, Cérebro Eletrôniico , Wander Wildner , Ludov, entre outros. Teatro.

Não recomendado para menores de 16 anos
 
R$ 12,00 [inteira]
R$ 6,00 [usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 3,00 [trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes]

SESC Santos
Dia(s) 30/08
Quinta, às 21h.

 

Teatro do Kaos abre inscrições para musical, o 11º “Caminhos da Independência”

Os interessados em participar da 11ª Encenação “Caminhos da Independência” podem se inscrever de 16 a 22 julho, das 14 às 17 horas, na sede do Teatro do Kaos: Praça Coronel Joaquim Montenegro, 34/Cubatão. Para participar basta ter mas de 14 anos, preencher uma ficha e tirar uma foto. Menores de 18 anos devem levar responsável para assinar autorização.

Em 2011, a encenação foi patrocinada pela Usiminas e Prefeitura de Cubatão e contou com a participação do ator Gabriel Braga Nunes, levando um público de 13 mil pessoas à arena montado no Jardim Casqueiro. Devido ao sucesso, o produtor, ator e idealizador da encenação Lourimar Vieira anuncia que a edição de 2012 voltará a ter o formato de musical, sendo dirigida novamente por Amauri Alves. Informações: 3372-7211 ou pelo site.

Entrevista para o site Oitavo Canal

Com mais de 20 anos de carreira, o ator Luiz Fernando Almeida decidiu que era hora de sair da zona de conforto: depois de atuar em diversas comédias e espetáculos infantis, encontrou o roteiro de “Dama da Noite”, de Caio Fernando Abreu, em seu computador e resolveu encarar o desafio de encenar a peça do escritor gaúcho, falecido há quase 16 anos – e muito popularizado pelas redes sociais, assim como Clarice Lispector.

Luiz Fernando chamou seu amigo e grande parceiro profissional, Andre Leahun, para dirigir a montagem, além de vários grandes amigos, reconhecidos em suas áreas de atuação, para integrar a equipe técnica.A estreia foi em abril de 2011, no Casarão Santa Cruz, em uma temporada que ia de quinta a domingo, até junho. Em parceria com a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Turismo, realizou sessões gratuitas na hora do almoço: o projeto “Teatro ao Meio-Dia” e de lá para cá foram inúmeras temporadas, prêmios e muito sucesso:

Em julho, estreeou uma nova temporada no Espaço Teatro Aberto, na Praça dos Andradas, além de inaugurar uma sala experimental no mesmo local. Em outubro, a peça “Dama da Noite” foi selecionada para o Prêmio Nacional de Teatro em Mogi das Cruzes, levando o segundo lugar na categoria Melhor Espetáculo Adulto, concorrendo nacionalmente. No final de 2011, integraram a programação da Mostra de Cinema e da Cultura da Diversidade Sexual (Sansex), em Santos e realizaram o projeto Teatro nas Bibliotecas, que ofereceu apresentações gratuitas na Biblioteca Mario Faria (Posto 6). Em janeiro deste ano, a Dama da Noite teve uma curta temporada no Espaço Fatto Brazil, no Gonzaga, e atualmente, está em cartaz na Casa da Frontaria Azulejada. Belo histórico, não?

“O balanço é muito positivo, quase 2 mil pessoas já assistiram ao espetáculo e isso pra um solo intimista é uma grande vitoria”, conta Luiz Fernando. Ele explica que o espetáculo amadureceu e ele próprio também amadureceu como artista. “E ainda nem estamos na metade do caminho a ser percorrido. Temos muita estrada pela frente”. Segundo ele, a receptivade do público é sensacional, pois as essoas realmente se identificam com o texto. “Adoro ver que a mensagem chegou e causou alguma reflexão nas pessoas”.

No palco, Luiz Fernando Almeida retrata toda a angústia de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê – e que o vê de volta.

Relação com Caio Fernando Abreu
Luiz Fernando já levou prêmios como o Plínio Marcos – Melhor Ator Coadjuvante – pelo espetáculo “Quando os Olhos se Fecham” (2009) e no XVIII Festac (Festival de Teatro de Cubatão) – Melhor Ator Coadjuvante – por “O que terá Acontecido a Rosemary?” (2010). / Foto: Adilson Felix
Fã declarado de Caio Fernando Abreu, Luiz Fernando conta que seu contato com o autor começou na adolescência.”Li a maioria dos livros e todos os seus textos teatrais, sua obra é atemporal, fala de sentimentos universais, então nada mais natural que ele continue fazendo sucesso”, diz. Embora o tema seja causa de muita polêmica, para o ator, a popularização de Caio Fernando Abreu é muito boa. “Acho bacana que, mesmo em 140 caracteres, as pessoas passem a ter contato com a obra dele e creio que mutias vezes as essoas podem ler um livro inteiro deles por meio dessas frases”.

Nessa sexta-feira, 27/4, será exibida a última sessão da temporada da Casa da Frontaria Azulejada. A política dos ingressos é a de “pague o quanto puder” e cada sessão é limitada para 30 pessoas. A próxima apresentação está agendada para o dia 19 de maio, também na Casa da Frontaria Azulejada, como parte da programação da Virada Cultural.

A Casa da Frontaria Azulejada fica na rua do Comércio, 96, no Centro Histórico de Santos

Para acessar o site clique aqui

foto: Adilson Felix

Vinicius Piedade apresenta o solo ” Identidade” no Teatro do Kaos

Um publicitário renomado está prestes a embarcar em um avião, quando repentinamente sua memória se apaga. No meio dessa confusão de não saber o que se é, ele precisa se reinventar em sua rotina e criar uma campanha para um sabão em pó que, por ironia ou destino, se chama “Identidade”.

Esta é a história de “Identidade (…)”, espetáculo teatral que se apresenta nesta 6a feira 20/04 no Teatro do Kaos com ENTRADA FRANCA

Com trilha sonora de Manuel Pessôa de Lima, o ator Vinicius Piedade pulsa as incertezas e dúvidas de um personagem que foram costuradas pela ausência de sua memória. Fragmentos de sua história começam a surgir à medida que ele se esforça para desembrulhar imagens e lembranças que assombram sua mente. Os amigos da adolescência são a ponte para que ele retome a consciência de sua posição no mundo em fragmentos de passado, presente e futuro.

Exposição homenageia Zellus Machado

Zéllus Machado – Exposição de fotografias homenageando Zéllus Machado, falecido este ano. Ator, cantor, músico, escritor, contador de histórias, militante político e ambientalista, Zéllus foi um dos mais atuantes artistas da Baixada Santista, nos últimos anos. De 13 a 21 de abril no foyer do Teatro Municipal.

Teatro Municipal – Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias