FESTA MAGIC SPACE abre concurso para novos DJS.

A maior festa do Litoral abre espaço para novos talentos em suas duas próximas edições

 MAGIC2

A partir desta terça-feira 18/12 estão abertas as inscrições para DJS interessados em se apresentar na festa MAGIC SPACE considerada atualmente a maior festa do Litoral Paulista.

Os produtores Marcello Raznieviskys e Raphael Luiz sempre fizeram questão de dar espaço aos novos talentos da cena eletrônica, mas isso acontecia de maneira informal.

Agora, com o crescimento da festa, a coisa ficou seria e eles lançaram um concurso oficial para escolher os nomes que integrarão os line ups das duas próximas edições  ( fevereiro e março de 2013).

“Nossa ideia e valorizar e dar oportunidade aos deejays iniciantes de todo o Estado de São Paulo” conta Raphael Luiz.

“Sempre recebemos inúmeros sets de artistas, mas achamos importante também à participação do publico nestas escolhas” conta MarcelloRaznieviskys.

Seguem abaixo os critérios de participação do concurso da seleção de “deejays da nova geração” para a temporada 2013 MAGIC SPACE

Primeira ETAPA:

é vedada a participação neste concurso de artistas que já se apresentaram nas edições anteriores da MAGIC SPACE.
Não será permitido o envio de sets mixados por programas de computador. O envio dos mesmos acarretará na desclassificação automática do candidato.
Todos os SETS deverão ser nomeados “PROMO SET – MAGIC SPACE” com o nome do deejay.

O SET PROMO de no máximo 40 minutos.

Junto com o seu set e obrigatório o envio de release o release e uma foto EM ALTA RESOLUÇÃO para a apresentação ao publico caso o candidato seja selecionado.

Os promo SETS deverão ser enviados até o dia 10/JAN para o e-mail Contato_Magicspace@live.com e aguardar a confirmação de recebimento

Segunda ETAPA:

Os SETS serão analisados por uma equipe de jurados formada por produtores de festas, produtores musicais e um formador de opinião.

APENAS CINCO sets passarão para a terceira etapa.

Terceira ETAPA:

Em Janeiro (data a ser definida) o público e os deejays saberão quem foram os CINCO selecionados e a partir daí, será aberto votação no grupo MAGIC SPACE.

Os DOIS deejays mais votados farão parte do line up das duas próximas edições da MAGIC SPACE.··.

Assessoria de Comunicação:

logo jpg

Luiz Fernando Almeida

13 81618751

https://www.facebook.com/luizfernandoalmeida

https://twitter.com/#!/superbacanaprod

https://www.facebook.com/superbacana.producoes

Anúncios

São Paulo recebe propostas para programas de difusão cultural

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, abriu inscrições para grupos e artistas interessados em participar dos programas de difusão cultural em 2013.

Para fazer parte do Circuito Cultural Paulista é necessário se inscrever até o dia 6 de janeiro de 2013, exclusivamente pelo formulário online disponível no site www.cultura.sp.gov.br.

O programa acontece entre março e novembro, com 80 municípios participantes e apresentações sempre aos finais de semana. Compõem a programação espetáculos nas modalidades de teatro, música, dança e circo.

Já o Cultura Livre SP tem a proposta de levar programação cultural gratuita para espaços ao ar livre da cidade de São Paulo. As atividades acontecerão no próximo ano e as inscrições para os artistas interessados em participar vão até 9 de dezembro.

Para o cadastro, é necessário enviar a sinopse do projeto ou espetáculo, histórico do artista ou companhia e das apresentações realizadas, além de informações sobre as necessidades técnicas básicas para a realização. Também é preciso indicar o endereço eletrônico de sites ou redes sociais em que esteja disponível material do grupo para visualização prévia.

Não serão aceitas inscrições por e-mail, nem materiais entregues na Secretaria. Após a avaliação as inscrições, a equipe da Secretaria entrará em contato apenas com os grupos selecionados.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Cultura

Festival do Minuto abre inscrições até o dia 27 de outubro

O Festival do Minuto já começou com inscirções abertas até o dia 27 de outubro. A novidade do concurso para 2012 é o tema Rios. O tema pode inspirar produções de um minuto em animação, filmes de celular ou qualquer outro meio de registro audiovisual.

Quem tiver uma história para contar que envolva o tema rio, pode produzir um vídeo de 1 minuto e realizar a inscrição no sitewww.festivaldominuto.com.br. O vencedor ganha três laptops.

O melhor vídeo de Tema Livre de Julho 2012 foi escolhido pelo público: Mosquito Squash, de Sarah Não Tem Nome! As votações foram feitas pelo facebook e o vídeo receberá o prêmio de R$ 500,00 pela escolha do público.

SESC leva novos autores à Bienal do Livro de SP

O SESC São Paulo vai realizar uma ação inédita durante a 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, com o objetivo de abrir espaço e dar visibilidade para novos autores.

O projeto “Escritores in progress” vai selecionar autores nacionais, nas áreas de ficção e não-ficção, para compor uma mesa durante a Bienal, mediada pelo autor Fabrício Carpinejar.  Para participar da ação, os interessados devem postar no Youtube um vídeo com a sua apresentação e/ou de sua obra, com até dois minutos de duração.
O link dos vídeos devem ser enviados até o dia 6 de agosto para o e-mail sescnabienaldolivro@sescsp.org.br. Eles serão publicados no site do SESC na Bienal do Livro e os escritores mais votados participam da mesa no dia 19 de agosto.
Clique aqui para ler o regulamento.
*Com informações da Publishnews

Sérgio Yplinsky abre 1ª Mostra do Projeto Arte²

A 1ª Mostra do Projeto Arte² abriu na última quarta-feira (18) com as pinturas do artista plástico mineiro Sérgio Renato Yplinksy, que estará na Escola Santista de Artes no próximo sábado (28), no período da manhã.

Yplinsky começou a desenhar ao 7 anos de idade, quando retratava sua cidade natal: Araxá. Hoje, ele é um dos artistas plásticos mais premiados do estado de São Paulo. Coleciona mais de 40 prêmios nacionais e internacionais e várias de suas telas podem ser encontradas em países como Portugal, Espanha, Hungria, Itália, Estados Unidos, Colômbia, Argentina e Quatar.

O Projeto Arte² pretende trazer nomes da região para expor na Escola Santista e, a cada tela vendida, uma porcentagem será revertida para a criação de oficinas gratuitas. As obras de Yplinksy podem ser vistas até o dia 20 de setembro, de segunda a sexta, das 9 às 18 horas e aos sábados, das 9 às 12 horas. A Escola Santista de Artes fica na Avenida Epitácio Pessoa, 163, Boqueirão, Santos. A entrada é gratuita.

Pensarte abre seleção para músicos da Banda Sinfônica do Estado de SP

Estão abertas inscrições para audições de músicos para integrar a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, equipamento cultural gerenciado pelo Instituto Pensarte.

Serão selecionados profissionais das seguintes categorias: Clarinete-alto – categoria músico tutti; Fagote – categoria músico tutti; Flauta – categoria músico tutti; Oboé – categoria música tutti; Percussão – categoria músico tutti; Trombone-baixo – categoria músico tutti; Trombone-tenor – categoria músico tutti; Trompa – categoria músico tutti; Trompete – categoria músico tutti; e Tuba – categoria músico tutti.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 10 de agosto. Podem participar da seleção candidatos residentes na cidade de São Paulo (SP) ou que tenham disponibilidade para residir no local.

O processo seletivo terá duas fases: pré-seleção e audição. A avaliação de cada uma das fases seletivas e a atribuição da pontuação de cada candidato ficará a cargo da Banca Examinadora. A pré-seleção compreenderá duas avaliações: a avaliação do tempo de experiência profissional, atividades artísticas e avaliação artística, feita a partir de currículo e gravação do próprio candidato em DVD ou CD; e a avaliação da veracidade dos documentos entregues juntamente com a inscrição.

Serão convocados para a realização da Audição os candidatos melhor classificados na Pré-seleção, até o limite de oito candidatos por instrumento.

Mais informações estão disponíveis no site do Instituto Pensarte.

Exposição revela como o comércio do café transformou a cidade de Santos

Ao caminhar pelas ruas de uma cidade, somos muitas vezes convidados a pensar como seria viver ali em sua época áurea, o que teria sobrevivido daqueles tempos, o que teria sido determinante para sua vida cotidiana atual. Santos não foge à regra. A cidade, e mais especificamente seu Centro Histórico, ainda guarda muitas características adquiridas na época em que era a capital mundial dos negócios do café. São as origens dessas marcas que o Museu do Café – instituição da Secretaria de Estado da Cultura – investiga na exposição “Comércio de café e vida urbana na cidade de Santos”, com abertura nesta quinta-feira (28), às 19 horas.
Dividida em quatro módulos, a exposição passeia por mais de mais de cem anos de história – entre os séculos XIX e XX – explorando recortes históricos que ajudam a contextualizar os fatos que levaram Santos ao protagonismo da época áurea do café no Brasil e como essa posição de destaque foi fundamental para seu desenvolvimento social, cultural e urbano. A exposição fica em cartaz até o dia 30 de setembro.
De acordo com Marília Bonas, diretora técnica do Museu do Café, a mostra apresenta ao público um panorama da cidade, tendo o comércio do café como fio condutor. “Grande parte da história de Santos foi traçada pelo café. Seguir sua trajetória significa enxergar não só a mudança estrutural da cidade, mas também as profundas transformações que o café precipitou nas relações sociais e culturais do santista”, explica.
A primeira abordagem da mostra é geográfica, evidenciando como as águas tranquilas e profundas do estuário – favoráveis à atracação de embarcações –, a serra do mar – ligação direta entre litoral e planalto – e a expansão da atividade cafeeira do Vale do Paraíba para o Oeste Paulista – fazendo com que Santos ficasse muito mais próxima das regiões produtoras do que o Rio de Janeiro –, contribuíram fundamentalmente para que a cidade se tornasse a preferida para o escoamento da produção nacional.
O café trouxe consigo toda uma estrutura que foi incorporada ao cotidiano da cidade. Nesse contexto, proliferaram organizações – como casas comissárias, transportadoras, armazéns, exportadoras, além de instituições como a Associação Comercial de Santos e a Bolsa Oficial de Café – e funções, como comissários, corretores, costureiras de sacas, ensacadores, estivadores, e, por consequência, uma forte organização sindicalista.
O grande movimento dos negócios do café também foi fundamental para a mudança radical na paisagem urbana da cidade. Santos não possuía a infraestrutura necessária às novas demandas, era vítima de frequentes epidemias, seu porto era constituído de poucas e frágeis pontes de madeira, além da evidente carência de ruas e avenidas para a mobilidade urbana. O projeto de saneamento de Saturnino de Brito foi uma das principais conquistas do período. A canalização dos rios e ribeirões que cortavam a região, além do benefício sanitário, marcou esteticamente a cidade.
Por fim a exposição revela como o dinheiro proporcionado pelo café, o progresso urbano e o crescimento populacional impulsionaram o desenvolvimento cultural da cidade. Novos espaços de sociabilidade foram criados, surgiram clubes e agremiações, peças de teatro, concertos e recitais começaram a fazer parte do cotidiano santista. A essa altura, Santos já não lembrava em nada a cidade pequena e insalubre de tempos atrás.
Projeto de Pesquisa
A exposição “Comércio de café e vida urbana na cidade de Santos” é o primeiro produto de um grande projeto de pesquisa do Museu do Café batizado de “Praça de Santos”. O trabalho se baseia no mapeamento de referências patrimoniais do café na cidade, buscando toda a documentação textual, plantas, mapas, fotografias, filmes, objetos, maquinários, mobiliários e edificações relacionadas ao tema. A frente de pesquisa integra a “São Paulo História em Rede”, iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura, que articula projetos de pesquisa das universidades e dos museus voltados à preservação do patrimônio paulista.
Segundo Marília Bonas, como primeiro produto do projeto de pesquisa, a mostra é um ensaio museológico contextual da importância patrimonial dos acervos santistas na história do café. “A cidade de Santos, que já detém o maior porto do café do mundo, torna-se – com as ações de pesquisa, preservação e comunicação do Museu do Café – um novo porto, fundamental, das ações patrimoniais da história de São Paulo e do Brasil”, revela.
O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça-feira a sábado das 9 às 17 horas, e aos domingos entre 10 e 17 horas. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda-feira a sábado das 8h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h. Outras informações estão disponíveis em http://www.museudocafe.org.br.

Secretaria de Cultura de São Paulo abre três editais para audiovisual

A Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo abriu nesta terça-feira (28/2) inscrições para três editais de audiovisual.

O primeiro deles, o Concurso de Co-Patrocínio para Produção de Filmes de Curta-metragem, tem por finalidade fomentar a produção de dez curtas de ficção. Entre os pré-requisitos: conter 50% das cenas externas na cidade de São Paulo e ter pelo menos 15 minutos de duração, captados em película cinematográfica Super 16mm, 35mm ou suportes digitais de alta definição.

Serão destinados recursos no valor de até R$ 1 milhão para aplicação neste edital. O valor a ser concedido a cada um dos dez projetos não poderá ultrapassar R$ 100 mil.

Os outros dois editais contemplam especificamente longas-metragens. O primeiro é de copatrocínio à produção de filmes deste segmento. Essa categoria inclui projetos de produção de películas de baixo orçamento (obra audiovisual inédita, destinada à exibição no mercado e cujo custo de produção não ultrapasse o valor de até R$ 1,5 milhão), de complementação de filmagem de longa-metragem e de finalização de longas. Em todos os casos, 50% das cenas externas devem ser filmadas na cidade de São Paulo. Para esse edital, o investimento da Secretaria será de R$ 3,3 milhões.

O segundo edital para longas-metragens é para desenvolvimento de projetos. Serão selecionados 10 propostas cinematográficas inéditas, nos gêneros de ficção, animação, documentário, série de TV, série de animação. Ao todo, serão destinados R$ 700 mil, sendo até 70 mil para cada um dos 10 projetos. Os trabalhos deverão ser entregues pessoalmente (não serão aceitas propostas por e-mail e correio) ao Escritório de Cinema de São Paulo (Ecine).

Para os editais de desenvolvimento e de curta-metragem, o prazo de entrega é o dia 30 de março. Para o edital de longa-metragem, serão aceitos projetos entregues até o dia 29 de março.

Clique aqui para acessar os editais.

Concurso CinePoesia é promovido pelo Clube de Poetas do Litoral.

Baseando-se em cenas, trechos ou diálogos, o concurso CinePoesia – promovido pelo Clube de Poetas do Litoral – tem o objetivo de estimular um retorno à literatura de filmes que foram adaptados de livros. “Esse ciclo criativo que se inicia na literatura, passa pelo cinema e retorna às letras em forma de poemas denominamos CinePoesia”.
Cada autor poderá concorrer com até dois trabalhos, inéditos ou não, e os poemas podem ter, no máximo, 25 versos (linhas) – contando-se o espaço entre as estrofes. Os 10 trabalhos poéticos premiados, a serem escolhidos por uma Comissão formada por quatro julgadores integrarão a Antologia CinePoesia do Clube de Poetas do Litoral e cinco exemplares do livro serão concedidos (sem nenhum custo) aos autores dos trabalhos selecionados.
Interessados podem se inscrever até o dia 29 de fevereiro. Saiba mais sobre o concurso no link no site   www.clubepoetaslitoral.blogspot.com/p/concurso-literario.html