Peça Reclame – Uma História de Amor terá duas sessões no Café Teatro Rolidei

O espetáculo ‘Reclame – Uma História de Amor’, que tem sido sucesso por onde passa, será encenado dia 22, um sábado, no Café Teatro Rolidei. Serão duas sessões: 21h e 22h30. O ingresso custa R$ 30.

A peça da Cia. Cenicomania tem texto de Sérgio Manoel e direção de Miriam Vieira. Fazem parte do elenco Fabio Prado, Emanuella Alves, Roberto Santos, Sérgio Manoel, Guilherme Silva, Cristina Ribas, Cristina Moda, Rinaldo Sant’Anna e Marcio Dias.

Quem não se lembra de uma daquelas músicas que tocam no rádio ou na TV para anunciar um produto? Os famosos jingles fazem parte da vida de muitas pessoas e marcaram épocas. ‘Reclame – uma história de amor’ retrata as várias gerações e os mais significativos contextos, representados pela criação genial da propaganda brasileira.

O Café Teatro Rolidei fica no terceiro piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

Espetáculo Willkommen im Cabaret será encenado sexta, 07/09, no Rolidei

Espetáculo Willkommen im Cabaret será encenado sexta, 07/09, no Rolidei


“Willkommen im Cabaret” é um show de música e dança que leva o público a adentrar o clima dos cabarés alemães do anos 40, com muita dança e sensualidade. O espetáculo é independente, concebido pela K7 Produtora, e acontece no Café Teatro Rolidei, nesta sexta-feira, 7 de setembro, a partir das 21h.
O clima “vintage” proposto permeia a revisitação de músicas pop e jazz dos anos 80 e 90, e releituras de obras musicais que tratam do mesmo tema, como “Cabaret” e “Chicago”.
Três vozes que se revezam entre solos e coro, regados com danças típicas e performances burlescas, revivem o charme e o bom gosto desses bares que mexeram com tantas mentes em uma época tensa de guerra e repressão.


Serviço:
“Willkommen im Cabaret”
Quando: Sexta, 7 de setembro, 21h
Onde: Café Teatro Rolidei, Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, 3º piso
Quanto: R$ 10 a R$ 20
Classificação indicativa: 16 anos

Torquemada – 17 balas se apresenta no Teatro Municipal de Santos

Ditadura e opressão são temas de espetáculo gratuito

Com o intuito de traçar um paralelo entre a impunidade da ditadura militar e a opressão nas periferias dos dias atuais, a peça ‘Torquemada – 17 balas’ é exibida às 20h, no Teatro Municipal Braz Cubas. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados com uma hora de antecedência.

Encenado pelo GTO da Garoa (Grupo de Teatro do Oprimido de São Paulo), o espetáculo é uma releitura do texto de Augusto Boal, e faz alusão ao inquisidor espanhol Tomás de Torquemada. Mediante técnicas do Teatro Fórum, a plateia poderá sair de seu papel de espectador e entrar em cena propondo alternativas para a história.

A iniciativa integra o projeto ‘Torquemada: Resgatando Memórias da Opressão do Passado ao Presente’, que também realiza oficina sobre o tema, nesta sexta-feira (17), das 13h às 19h, no terceiro piso do Municipal. A participação é gratuita, mas é necessário se inscrever pelo e-mail oficina.teatrooprimido@gmail.com. As vagas são limitadas.

O projeto é resultado de parceria entre o GTO da Garoa e a ONG Mudança de Cena e tem o financiamento da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça através do Projeto Marcas da Memória. Classificação: 12 anos. Informações: 3226-8000.

Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos/SP)

16/08 as  20:00h

 

 

Filme ‘As Horas’ dá sequência ao 2º ciclo A Saúde Mental no Cinema

O site CineZen, a Associação Projeto TAMTAM, e o Pólo de Atenção Intensiva em Saúde Mental da Baixada Santista (PAI-BS) realizam pela segunda vez o ciclo A Saúde Mental no Cinema. Agora, em virtude do Dia da Luta Antimanicomial, 18 de maio. Assim como no ano passado, são exibidos três filmes, seguidos por bate-papos com o diretor da ONG, Renato di Renzo, os psiquiatras do PAI, doutores Sidney Gaspar, Fernando Venturini e Eduardo Calmon de Moura, que se revezarão durante os três dias, e o editor do CineZen, André Azenha, mediador da série. O apoio cultural é da Vídeo Paradiso.

Nesta segunda edição, os longas escolhidos mostram transtornos mentais que nem sempre são percebidos ou encarados da forma correta. “As Horas”, que retrata a depressão, é a atração no segundo dia do projeto: quarta-feira, 9 de maio.

Nos encontros, iniciados sempre às 19h30 e abertos ao público geral, serão distribuídos gratuitamente pipoca e refrigerante. Ao final de cada bate-papo, haverá sorteio de brindes. A entrada é franca, mas quem quiser pode doar uma camiseta branca em prol da TAMTAM.

“Garota, Interrompida”, sobre o transtorno de personalidade “boderline”, encerra a programação em 17 de maio.

SERVIÇO:
2º Ciclo “A Saúde Mental no Cinema”
Quando:
– 09 de maio (quarta), 19h30: “As Horas”
– 17 de maio (quinta), 19h30: “Garota, Interrompida” (às 19h, haverá apresentação musical de Zerobeto Freire)
Onde: Café Teatro Rolidei – Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, 3º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão, Vila Mathias, Santos
Entrada franca, mas quem quiser pode doar uma camiseta branca em prol da Associação Projeto TAMTAM
Mais informações: editor.cinezencultural@gmail.com

AS HORAS (2002)
Em três períodos diferentes vivem três mulheres ligadas ao livro “Mrs. Dalloway”. Em 1923, vive Virginia Woolf (Nicole Kidman), autora do livro, que enfrenta uma crise de depressão e ideias de suicídio. Em 1949 há Laura Brown (Julianne Moore), dona de casa grávida que mora em Los Angeles, planeja uma festa de aniversário para o marido e não consegue parar de ler o livro. Nos dias atuais vive Clarissa Vaughn (Meryl Streep), editora de livros que vive em Nova York e dá uma festa para Richard (Ed Harris), escritor que foi seu amante e hoje está com Aids e morrendo. Oscar de melhor atriz para Nicole Kidman. Oscar de melhor atriz para Nicole Kidman. Direção: Stephen Daldry. Elenco: Nicole Kidman, Meryl Streep, Julianne Moore, Stephen Dillane. Drama. 114 minutos.

Trailer:

Melhor é Impossível abre 2º Ciclo A Saúde Mental no Cinema

Após o sucesso da primeira edição, em 2011, em virtude do Dia Mundial da Saúde Mental (10 de outubro), o site CineZen, a Associação Projeto TAMTAM, e o Pólo de Atenção Intensiva em Saúde Mental da Baixada Santista (PAI-BS) realizam pela segunda vez o ciclo A Saúde Mental no Cinema. Agora, em virtude do Dia da Luta Antimanicomial, 18 de maio. Assim como no ano passado, serão exibidos três filmes, seguidos por bate-papos com o diretor da ONG, Renato di Renzo, os psiquiatras do PAI, doutores Sidney Gaspar, Fernando Venturini e Eduardo Calmon de Moura, que se revezarão durante os três dias, e o editor do CineZen, André Azenha, mediador da série.

Para abrir a segunda edição, foi escolhido o filme “Melhor é Impossível”, que aborda o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC).

Completam a programação: “As Horas” (09/05), que retrata a depressão; e “Garota, Interrompida” (17/05), sobre o transtorno de personalidade “boderline”. O projeto tem apoio cultural da Vídeo Paradiso.

Nos encontros, iniciados sempre às 19h30 e abertos ao público geral, serão distribuídos gratuitamente pipoca e refrigerante. Ao final de cada bate-papo, haverá sorteio de brindes. A entrada é franca, mas quem quiser pode doar uma camiseta branca em prol da TAMTAM.

Uma novidade é que em dois dias da programação haverá música ao vivo, meia hora antes da sessão. A partir das 19h dos dias 2 e 17, Zerobeto Freire fará seu show com temas clássicos do cinema, enquanto imagens dos filmes são projetadas em uma tela.

SERVIÇO:
2º Ciclo “A Saúde Mental no Cinema”

Quando:
– 02 de maio (quarta), 19h30: “Melhor é Impossível” (às 19h, haverá apresentação musical de Zerobeto Freire)

– 09 de maio (quarta), 19h30: “As Horas”

– 17 de maio (quinta), 19h30: “Garota, Interrompida” (às 19h, haverá apresentação musical de Zerobeto Freire)

Onde: Café Teatro Rolidei – Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, 3º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão, Vila Mathias, Santos

Entrada franca, mas quem quiser pode doar uma camiseta branca em prol da Associação Projeto TAMTAM

Mais informações: editor.cinezencultural@gmail.com

Sobre o filme:

MELHOR É IMPOSSÍVEL (1997)

Em Nova York, um escritor grosseiro e sarcástico (Jack Nicholson) tem como alvos principais um artista gay (Greg Kinnear), que é seu vizinho, e uma garçonete (Helen Hunt) que enfrenta problemas por ser mãe solteira e ter que se desdobrar para cuidar de seu filho, que tem asma crônica. Mas o destino vai fazer com que eles fiquem muito mais próximos do que poderiam imaginar. Levou os Oscars de ator (Jack Nicholson) e atriz (Helen Hunt). Direção: James L. Brooks. Elenco: Jack Nicholson, Helen Hunt, Greg Kinnear. Comédia/Romance. 139 minutos.

Trailer:

Programa do ‘Festa 54’ invade palcos da cidade

Diversos espaços da cidade recebem as atrações do ‘Festa – Festival Santista de Teatro’, aberto oficialmente na última sexta-feira (13), no Teatro Municipal Braz Cubas.
Nesta segunda-feira (16), às 15h, será apresentado o espetáculo ‘A centopéia Judite (Cia. Arueiras), no Guarany; 17h, ‘Top! top! top!’ (Ivo 60) ( foto), na Praça Mauá; 21h, ‘Deus e o Diabo na terra do sol’ (Cia. Provisória), no Teatro Municipal Braz Cubas; e, às 23h, Banda Sax´Bass over Dub, no Quintal da Pagu.

A programação de sábado (14) incluiu às 19h, a peça ‘Doídas’ (Cia. Ilustrada), no Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico); às 21h, ‘As desgraçadas’ (Cia. Auroras), no Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida) e às 22h30, ‘In Sã: O universo do rosário em nós’ (Up3), no Teatro Aberto (Praça dos Andradas, 102, Centro Histórico).

Domingo (15), as atrações começaram às 14h, com ‘Rua do lazer’ (Trupe Tralha Médica), na Praça dos Andradas; 16h, ‘Cada qual no seu barril (Cia. da Revista), no Guarany; 17h30, ‘A pereira da tia Miséria’ (Núcleo Às de Paus), no Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino); 20h, ‘Reclame – uma história de amor’ (Cenicomania), no Miss (Museu da Imagem e do Som de Santos – Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias); 22h, ‘Bicho Cabeça’ (grupo Boca), no Guarany, e, às 23h, sarau poético, no Quintal da Pagu (Praça dos Andradas).

Os ingressos para as apresentações em palcos internos funcionam no sistema ‘Pague quanto quiser’ (de R$ 2,00 a R$ 10,00). Realização: Movimento Teatral da Baixada Santista e Associação dos Artistas, em parceria com o governo estadual, Prefeitura de Santos e Sesc. A programação, que segue até o dia 21, pode ser acompanhada em www.festivalsantista.com.br

Exposições
Escultura, pintura, fotografia e instalação estão expostas durante todo o evento, na Galeria de Arte Braz Cubas (2° piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão), das 14h às 22h. Do artista plástico Márcio Garrido, podem ser conferidos a mostra de máscaras e carrancas ‘Imagens do espírito’ e a instalação ‘Solo fértil’. Já do pintor baiano J.C. Amorim, pinturas figurativas e abstratas.

Do fotógrafo Adilson Félix, imagens que homenageiam o ator Zéllus Machado. E de Mariane Rodrigues e Rodney Cardoso são expostos registros da última edição do ‘Festa’. Ingresso livre.

Exposição homenageia Zellus Machado

Zéllus Machado – Exposição de fotografias homenageando Zéllus Machado, falecido este ano. Ator, cantor, músico, escritor, contador de histórias, militante político e ambientalista, Zéllus foi um dos mais atuantes artistas da Baixada Santista, nos últimos anos. De 13 a 21 de abril no foyer do Teatro Municipal.

Teatro Municipal – Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias

Teatro Municipal apresenta: O libertino

A adaptação de Jô Soares mantém os diálogos elaborados com as mesmas ação e fluidez presentes na obra, apresentando questões relevantes como: conduta moral, ética, sexo, amor, relações de poder. O texto nos permite divagar divertidamente por essas questões. Em “O Libertino”, Denis Diderot, um dos ícones do pensamento na França do século XVIII, se retira para descanso num castelo na área rural de Paris, onde de urgência é solicitado para que escreva o verbete: Moral, para “A Enciclopédia”, obra que já vem se dedicando há muito tempo.

Classificação:
Não recomendado para menores de 16 anos.
Valores:
Ingressos:
R$ 60,00 (inteira)
R$ 30,00 (meia)

Local:
Teatro Municipal Braz Cubas
(Av. Senador Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos)
Dia(s):
08/04/2012 – 20:00

Inscrições para o Processo Seletivo da Escola de Bailado Municipal de Santos

A Escola de Bailado Municipal, responsável em formar várias gerações de bailarinos na região em balé clássico, também tem o curso com duração de nove anos. Para participar do processo seletivo é necessário ter de 7 a 10 anos.
Os documentos necessários para os dois cursos são: certidão de nascimento ou RG, uma foto 3×4 e comprovante de residência.
Informações: 3226-8000.

Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos/SP)

das 8h30 às 12h e das 14h30 às 18h