Exposição “Traços e Retratos de Clodovil” em Praia Grande

A Prefeitura de Praia Grande em parceria com o Instituto Clodovil Hernandes abrirá ao público a exposição “Traços e Retratos de Clodovil”, com mais de 50 retratos do artista e aquarelas desenhadas por ele. A mostra gratuita conta com peças que retratam várias fases da vida do estilista, ator, apresentador de televisão e político, que faleceu em 2009 aos 71 anos. A mostra pode ser visitada até 30 de julho no Palácio das Artes de Praia Grande, sempre de terça-feira a sábado, das 14 às 18 hor

Ary Toledo faz show em Praia Grande

Após 10 meses, o mestre do riso está de volta a Praia Grande, sempre com novidades em seu show. Em 2012, Ary Toledo comemora 50 anos de carreira musical e humorística, durante a qual criou um acervo de 65 mil piadas catalogadas, 20 livros e 10 CD’S e com a possibilidade de entrar para o guiness como o maior colecionador de piadas. Ary Toledo, junto com Chico Anysio, Jô Soares e José Vasconcelos são os mais antigos humoristas do formato Stand Up Comedy, gênero que foi introduzido no Brasil na década de 60. Sexta, dia 20, às 20h30, e sábado, dia 21, às 21h, no Palácio das Artes de Praia Grande. Ingressos: R$ 50 (inteira).

Responsáveis pela Cultura na Baixada Santista

SECULT Santos: Carlos Pinto. Jornalista especializado em Teatro Aplicado à Educação. Delegado Regional de Cultura (83 e 84). Chefe de Gabinete de Oswaldo Justo (84). Presidente do Instituto Cultural das Artes Cênicas em SP e do Fórum Estadual dos Dirigentes Culturais.
Conselho Municipal de Cultura: Guilherme Cruz Costa
Av. Pinheiro Machado, 48 – (13) 3226-8000

SECULT Cubatão: Welington Ribeiro Borges. Historiador e autor de livros. Presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural.
Conselho Municipal de Cultura: Ivan da Conceição
Prefeitura Municipal de Cubatão – (13) 3362-6363
Departamento de Cultura – (13) 3362-0851/3362-0852/3362-0847

SECULT Peruíbe: Ayrton Júnior Soares Almeida. Aluno de Artes Visuais. Produtor cultural, poeta e músico.
Av. Pe.Anchieta, 905 – (13) 3454-1215

SECULT São Vicente: Renato Caruso
Av. Cap. Luiz Pimenta, 811 – (13) 3569-1400 – secult@saovicente.sp.gov.br

SECULT Guarujá: Indefinido
Av. Leomil, 259 – (13) 3384-3027
Av. Dom Pedro I, 350 – (13) 3386-8987 – secla@guaruja.sp.gov.br

Diretoria de Cultura de Mongaguá: Luciana Trizzini Refundini
Av. São Paulo, 3270 – (13) 3448-5832 – cultura@mongagua.sp.gov.br

Secretaria de Educação e Desenvolvimento Cultural de Bertioga: Dulce Regina de Carvalho Ceneviva. Professora escolar.
Diretoria de Educação e Cultura: Raul Lobo
Rua Luiz Pereira de Campos, 901 – (13) 3319-8036

Secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande: Carlos Ananias Lobão. Técnico em Ótica pelo Senac.
Av. Costa e Silva, 1600 – (13) 3496-5704 – sectur6@praiagrande.sp.gov.br

Secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Itanhaém: Cilene Forssell. Pedagoga.
Av. Condessa de Vimieiros, 1131 – (13)

 

Trair e Coçar promete muitas risadas domingo (14)

A comédia de maior sucesso do teatro brasileiro volta à Praia Grande, após atrair mais de 1500 pessoas ao Teatro Serafim Gonzalez em outubro do ano passado. Neste domingo (14), às 21horas, o Município recebe novamente as confusões da empregada Olímpia em Trair e Coçar é só Começar, espetáculo de Marcos Caruso.
Os ingressos já estão à venda na bilheteria do Palácio das Artes (Avenida Presidente Costa e Silva, nº1.600, Bairro Boqueirão), a R$50,00. Estudantes, professores da rede pública estadual e maiores de 60 anos pagam meia entrada.
Servidores públicos municipais de Praia Grande têm 30% de desconto.
Há 23 anos ininterruptos em cartaz, Trair e Coçar estreou no Rio de Janeiro em 26 de março de 1986. Em agosto de 1989 estreava em São Paulo e desde então viaja pelo País, arrastando multidões em todos os teatros por onde passa.
Em 2009, o espetáculo ganhou cara nova com a entrada do diretor artístico Alexandre Reinecke e o diretor musical Miguel Briamonte, que assina a trilha sonora. Um cenário mais moderno e novos figurinos completam o processo que conferiu contextualização contemporânea à peça.
Inspirada no gênero Vaudeville, Trair e Coçar gira em torno de meras hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos.
A história conta com três casais, um padre e um vendedor de jóias que se torna, sem querer, o pivô de uma série de suspeitas de traição.
Trata-se de uma comédia de costumes com todas as confusões do gênero. Tem como fio condutor a empregada Olímpia que complica e descomplica a ação e uma série de personagens à beira de um ataque de nervos.
O sucesso deve-se à agilidade do texto que fornece boas piadas do começo ao fim da peça.
O sucesso garantiu a “Trair e Coçar é Só Começar” presença no Guinness Book nas edições de 1994, 95, 96 e 97 como a mais longa temporada ininterrupta em cartaz do teatro nacional.
O espetáculo também foi agraciado com Prêmio Quality Cultural de 2005. Já se apresentou em Miami, no Teatro Colony, e no Brasil já foi visto por quase 6 milhões de expectadores em mais de 9 mil apresentações.
Ficha técnica:

Autor: Marcos Caruso
Direção Geral: Attílio Riccó
Elenco: Anastácia Custódio, Carlos Mariano, César Pezzuoli, Samantha Caracante, Carla Pagani, Kátia Roberta, Sylvio Tolledo, Mario Sergio Pretini e Osmiro Campos.
Trilha Sonora: Miguel Briamonte
Produção de Figurinos: Veri Maldonado e Paulo Paranhos
Preparação Corporal: Viviane Procópio
Camareira: Maria José
Técnico de Luz: Rodrigo de Souza
Cenotécnico: Edmilson de Souza
Equipe de Produção: Anastácia Custódio, Carla Pagani, Jandy Vieira, e Jarbas Toledo
Serviço:

Dia 14 de novembro – Trair e Coçar é só Começar
21 horas
Teatro Serafim Gonzalez
Avenida Presidente Costa e Silva, 1.600
Horários da bilheteria: de segunda a sábado, das 13 às 19 horas
Informações: 4062-0027
Ingressos: R$ 50,00. Estudantes, professores da rede pública estadual e maiores de 60 anos pagam meia mediante comprovante. Servidores públicos municipais de Praia Grande, assinantes do Jornal A Tribuna com acompanhante, policiais militares e rodoviários têm 30% de desconto mediante apresentação de comprovante.

‘Escola de Mulheres’ em Praia Grande com Oscar Magrini

O espetáculo ‘Escola de Mulheres’ estpa em cartaz no Palácio das Artes, em Praia Grande. A peça será apresentada nesta terça e quarta-feira, sempre às 20h.

Na peça, o ator Oscar Magrini interpreta Arnolfo, um quarentão que sempre se envolveu com mulheres comprometidas por um incorrigível medo de ser traído.

Ele adota Inês, interpretada por Thais Pacholek, que manteve em um convento para resguardá-la das ‘malícias’ da sociedade. A jovem, no entanto, se apaixona por Erick Marmo, na pele do personagem Horácio, filho de um amigo.

A montagem é uma adaptação do texto de Jean-Baptiste Molière, de 1662. O ingresso pode ser trocado por um produto de higiene pessoal das 9h às 17h. O Palácio das Artes fica na Avenida Presidente Costa e Silva, 1.600.

A Bela e a Fera em Praia Grande

O musical ‘A Bela e a Fera’ volta a região no dia 9 de outubro. Desta vez, o espetáculo será apresentado no teatro do Palácio das Artes, em Praia Grande, às 15h. A peça já percorreu mais de 20 cidades do Brasil.

A montagem conta com cenários e figurinos referentes ao século XIX, alternando entre a casa da Bela e o castelo da temível Fera, com riqueza de detalhes, efeitos de luzes em uma linguagem clara e acessível.

Os ingressos custam R$ 30 e podem ser adquiridos no site do Compre Ingressos. O Palácio das Artes fica na Avenida Presidente Costa e Silva, 1.600.

“Querido Mundo” se apresenta em Praia Grande

“Querido Mundo”, peça escrita por Miguel Falabella, ator e diretor da TV Globo, e Maria Carmem Barbosa, roteirista de programas da emissora, será exibida no Palácio das Artes, em Praia Grande, nos dias 8 e 9 de outubro, às 21 horas.

O crítico de cinema Rubens Ewald Filho dirige o espetáculo há quatro anos. O elenco é formado por Maximiliana Reis, que ganhou um prêmio, em 1988, do Festival Internacional de Edimburgh, na Escócia, e Jarbas Homem de Melo, que participou da novela da TV Bandeirantes “Dance, dance, dance” e do musical teatral “O Fantasma da Ópera”.

A peça conta a história de Elza, interpretada por Maximiliana, uma dona de casa mineira que foi tentar uma vida melhor no Rio de Janeiro. Ela mora em um edifício abandonado e sonha ver os fogos de artifício na praia de Copacabana durante o ano novo.

Porém, na noite de fim de ano, a explosão de um botijão de gás, provocada pelo marido, a deixa presa no prédio. O que ela não sabia era que tinha um vizinho no mesmo andar. Osvaldo, interpretado por Melo, é um engenheiro fracassado e inseguro que foi traído pela esposa, perdeu a guarda dos filhos e também o emprego.

Depois de desistirem de tentar sair do edifício, os dois entram em acordo de que a melhor solução é sentar no sofá e esperar por ajuda. O encontro inesperado rende confissões sobre alguns episódios da vida da dupla e remonta os acasos do destino que os conduziram para aquela situação.

A primeira montagem foi dirigida por Falabella. A atuação ficava a cargo dos atores globais Joana Fomm e Otávio Augusto.

Evandro Santo se apresenta na Praia Grande

O humorista Evandro Santo, que ficou conhecido pelo personagem Christian Pior no programa Pânico na TV, é destaque na agenda cultural de Praia Grande. Com única apresentação, o espetáculo ‘Espia Só’ promete fazer a alegria dos incontáveis fãs do estilista ácido e invejoso.

Evandro sobe ao palco dia 21, às 19h30, no Teatro Serafim Gonzalez. O endereço é Av. Pres. Costa e Silva, 1.600. A bilheteria fica abertura de segunda a sábado, das 13h às 19h. Os ingressos custam R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia).

Professores da rede estadual, estudantes, aposentados e maiores de 60 anos pagam meia-entrada mediante apresentação de comprovante. Servidores públicos municipais têm 20% de desconto.

Fonte: A Tribuna