Guarujá promove curso gratuito para formar atores

A Prefeitura de Guarujá, no litoral de São Paulo, abre inscrições para o workshop “O Teatro do Oprimido”. A atividade é voltada para atores, arte-educadores e estudantes de teatro, a partir de 16 anos. Os interessados podem se inscrever até o dia 9 de agosto.

Durante o encontro, uma série de discussões sobre os fundamentos do gênero, exercícios e jogos que estimulem confiança no grupo, o som e sua compreensão, a fala e suas possibilidades, serão colocados em prática pelos participantes. O Teatro do Oprimido é baseado em técnicas teatrais sistematizadas pelo teatrólogo Augusto Boal.

Ministrado em parceria com as Oficinas Culturais Pagu, o workshop será realizado de 11 a 25 de agosto, no Anfiteatro Ferreira Sampaio (Avenida Oswaldo Aranha, 800, Guarujá), das 9h às 12h e das 14h às 17h.

As inscrições podem ser feitas no Anfiteatro Ferreira Sampaio (Avenida Oswaldo Aranha, 800, Guarujá) e na Secretaria de Cultura (Avenida Presidente Vargas, 266 – Parque Estuário – Vicente de Carvalho), das 8h às 18h. É obrigatória a apresentação do RG, currículo e carta de interesse, que poderá ser feita no ato da inscrição. As vagas são limitadas.

Anúncios

Cine Comunidade chega à 5ª edição levando 7ª arte e informação à Caruara


Animação ‘As Aventuras de Azur & Asmar’ será exibida em 14 de julho no projeto da Secretaria de Cultura; após a sessão, haverá bate-papo com o jornalista André Azenha


O cinema pode desempenhar vários papéis: entretém, é capaz de gerar reflexão, abordar diferentes aspectos da sociedade, informar sobre temas nem sempre difundidos como deveriam. Aliás, temas que numa sala de aula poderiam ser encarados como “chatos”, na tela de cinema ganham outro tratamento, atraem a atenção do espectador. No entanto, nem todas as pessoas têm acesso à sétima arte. Tendo em vista o potencial informativo desempenhado pelos filmes e a falta de condições encontrada por moradores de comunidades carentes em conseguir assisti-los, a Secretaria de Cultura criou no fim de 2011 o Cine Comunidade: projeto que ocorre mensalmente, em Caruara, área continental de Santos.
Depois do sucesso das sessões de “Kirikou e a Feiticeira”, e sua continuação, “Kirikou: Os Animais Selvagens”, nas duas últimas edições do projeto, as crianças poderão conferir mais um longa do mesmo diretor, o aclamado Michel Ocelot: “As Aventuras de Azur & Asmar”, no sábado, 14 de julho, 15h.
A iniciativa, com apoio cultural da Vídeo Paradiso, acontece na Biblioteca Municipal Plínio Marcos. As sessões são seguidas por bate-papo com o jornalista e editor do CineZen e do CulturalMente Santista, André Azenha. Haverá distribuição de suco e pipoca para os presentes.


A trama da animação:
Os meninos Azur e Asmar foram criados juntos pela mesma mulher, Jenane. Azur é loiro e tem olhos azuis, além de ser filho de um nobre. Já Asmar tem olhos e cabelos pretos, sendo filho de Jenane, ama-de-leite que cuida de Azur. Eles cresceram como se fossem irmãos, até serem separados quando Jenane parte com o filho. Asmar cresce ouvindo as histórias da mãe sobre a lendária Fada dos Djins e, quando se torna adulto, decide partir à sua procura, contando com a ajuda do andarilho Crapoux. É quando Azur e Asmar se reencontram, agora não mais como irmãos mas como rivais na busca da Fada.
Elogiado pela crítica, o filme foi premiado no Festival de Munique e traz uma mensagem encantadora e universal. O resultado final é muito bonito, inteligente e instigante, sobre respeito às diferenças culturais e sem soar didático em excesso.

“A biblioteca atualmente não é mais apenas o ponto de encontro para quem deseja ler. O termo leitura passa a ganhar um sentido universal. Biblioteca agora é um espaço multimídia, onde o cidadão tem à disposição diferentes formas de informação: do livro ao áudio-livro e o filme”, explica Jamir Lopes, gestor da rede municipal de Bibliotecas Públicas. “A Secretaria de Cultura percebeu esse novo papel desempenhado pelas bibliotecas e tem investido em novos projetos e infra-estrutura”, afirma.
Desde 3 de outubro de 2011, a Biblioteca Municipal Plínio Marcos conta com mil novos tí­tulos e 150 áudio-livros, que podem ser emprestados aos moradores, além de jornais e revistas. A nova estrutura possui ainda seis computadores, impressoras, televisão LCD (42 polegadas), DVD e home theater.
“O Cine Comunidade comprova a capacidade do cinema em agir socialmente. Mas o intuito é que esses bate-papos ocorram de forma prazerosa para as pessoas, que terão acesso a grandes filmes de forma gratuita e poderão trocar ideias sobre os assuntos relevantes”, diz André Azenha.


Serviço:

Cine Comunidade – exibição de “As Aventuras de Azur & Asmar” mais bate-papo com André Azenha
Quando: Sábado, 14 de julho, 15h
Onde: Biblioteca Municipal Plínio Marcos, Praça Palmares, Caruara, área continental de Santos
“Azur & Asmar”, animação, 2006, de Michel Ocelot, 99 minutos
Entrada franca

Cine Comunidade chega à 5ª edição levando 7ª arte e informação à Caruara


Animação ‘As Aventuras de Azur & Asmar’ será exibida em 14 de julho no projeto da Secretaria de Cultura; após a sessão, haverá bate-papo com o jornalista André Azenha

O cinema pode desempenhar vários papéis: entretém, é capaz de gerar reflexão, abordar diferentes aspectos da sociedade, informar sobre temas nem sempre difundidos como deveriam. Aliás, temas que numa sala de aula poderiam ser encarados como “chatos”, na tela de cinema ganham outro tratamento, atraem a atenção do espectador. No entanto, nem todas as pessoas têm acesso à sétima arte. Tendo em vista o potencial informativo desempenhado pelos filmes e a falta de condições encontrada por moradores de comunidades carentes em conseguir assisti-los, a Secretaria de Cultura criou no fim de 2011 o Cine Comunidade: projeto que ocorre mensalmente, em Caruara, área continental de Santos.
Depois do sucesso das sessões de “Kirikou e a Feiticeira”, e sua continuação, “Kirikou: Os Animais Selvagens”, nas duas últimas edições do projeto, as crianças poderão conferir mais um longa do mesmo diretor, o aclamado Michel Ocelot: “As Aventuras de Azur & Asmar”, no sábado, 14 de julho, 15h.
A iniciativa, com apoio cultural da Vídeo Paradiso, acontece na Biblioteca Municipal Plínio Marcos. As sessões são seguidas por bate-papo com o jornalista e editor do CineZen e do CulturalMente Santista, André Azenha. Haverá distribuição de suco e pipoca para os presentes.


A trama da animação:
Os meninos Azur e Asmar foram criados juntos pela mesma mulher, Jenane. Azur é loiro e tem olhos azuis, além de ser filho de um nobre. Já Asmar tem olhos e cabelos pretos, sendo filho de Jenane, ama-de-leite que cuida de Azur. Eles cresceram como se fossem irmãos, até serem separados quando Jenane parte com o filho. Asmar cresce ouvindo as histórias da mãe sobre a lendária Fada dos Djins e, quando se torna adulto, decide partir à sua procura, contando com a ajuda do andarilho Crapoux. É quando Azur e Asmar se reencontram, agora não mais como irmãos mas como rivais na busca da Fada.
Elogiado pela crítica, o filme foi premiado no Festival de Munique e traz uma mensagem encantadora e universal. O resultado final é muito bonito, inteligente e instigante, sobre respeito às diferenças culturais e sem soar didático em excesso.
O trailer: http://www.youtube.com/watch?v=P5kGamwV9KI
“A biblioteca atualmente não é mais apenas o ponto de encontro para quem deseja ler. O termo leitura passa a ganhar um sentido universal. Biblioteca agora é um espaço multimídia, onde o cidadão tem à disposição diferentes formas de informação: do livro ao áudio-livro e o filme”, explica Jamir Lopes, gestor da rede municipal de Bibliotecas Públicas. “A Secretaria de Cultura percebeu esse novo papel desempenhado pelas bibliotecas e tem investido em novos projetos e infra-estrutura”, afirma.
Desde 3 de outubro de 2011, a Biblioteca Municipal Plínio Marcos conta com mil novos tí­tulos e 150 áudio-livros, que podem ser emprestados aos moradores, além de jornais e revistas. A nova estrutura possui ainda seis computadores, impressoras, televisão LCD (42 polegadas), DVD e home theater.
“O Cine Comunidade comprova a capacidade do cinema em agir socialmente. Mas o intuito é que esses bate-papos ocorram de forma prazerosa para as pessoas, que terão acesso a grandes filmes de forma gratuita e poderão trocar ideias sobre os assuntos relevantes”, diz André Azenha.


Serviço:

Cine Comunidade – exibição de “As Aventuras de Azur & Asmar” mais bate-papo com André Azenha
Quando: Sábado, 14 de julho, 15h
Onde: Biblioteca Municipal Plínio Marcos, Praça Palmares, Caruara, área continental de Santos
“Azur & Asmar”, animação, 2006, de Michel Ocelot, 99 minutos
Entrada franca

Cine Comunidade chega à 4ª edição levando 7ª arte e informação à Caruara

O cinema pode desempenhar vários papéis: entretém, é capaz de gerar reflexão, abordar diferentes aspectos da sociedade, informar sobre temas nem sempre difundidos como deveriam. Aliás, temas que numa sala de aula poderiam ser encarados como “chatos”, na tela de cinema ganham outro tratamento, atraem a atenção do espectador. No entanto, nem todas as pessoas têm acesso à sétima arte. Tendo em vista o potencial informativo desempenhado pelos filmes e a falta de condições encontrada por moradores de comunidades carentes em conseguir assisti-los, a Secretaria de Cultura criou no fim de 2011 o Cine Comunidade: projeto que ocorre mensalmente, em Caruara, área continental de Santos.
Após o sucesso da terceira edição, quando foi exibido “Kirikou e a Feiticeira”, as crianças do bairro pediram e, dia 14, 15h, será a vez da continuação, “Kirikou: Os Animais Selvagens”. A iniciativa, com apoio cultural da Vídeo Paradiso, acontece na reformada Biblioteca Municipal Plínio Marcos. As sessões são seguidas por bate-papo com o jornalista e editor do CineZen e do CulturalMente Santista, André Azenha. Haverá distribuição de suco e pipoca para os presentes.
Sinopse. Do fundo da sua Caverna Azul, o Avô de Kirikou declara: “A história de Kirikou continua. No primeiro filme, não havia tempo para contar tudo o que Kirikou conseguiu fazer. Meu neto viveu muitas coisas legais, que não devemos esquecer. Ouça, então, enquanto eu conto a você mais histórias sobre Kirikou…” Assim, o avô de Kirikou começa a narrar como o esperto menininho aprendeu a ser jardineiro, detetive, artesão, comerciante, viajante e doutor, enquanto continuou sendo sempre o menor e o mais bravo dos heróis.

Cine Comunidade chega a 2ª edição levando 7ª arte e informação à Caruara


‘Brasil Animado’ será exibido em 21 de janeiro no projeto da Secretaria de Cultura; após a sessão, haverá bate-papo com o jornalista André Azenha

O cinema pode desempenhar vários papéis: entretém, é capaz de gerar reflexão, abordar diferentes aspectos da sociedade, informar sobre temas nem sempre difundidos como deveriam. Aliás, temas que numa sala de aula poderiam ser encarados como “chatos”, na tela de cinema ganham outro tratamento, atraem a atenção do espectador. No entanto, nem todas as pessoas têm acesso à sétima arte. Tendo em vista o potencial informativo desempenhado pelos filmes e a falta de condições encontrada por moradores de comunidades carentes em conseguir assisti-los, a Secretaria de Cultura criou o Cine Comunidade, cuja primeira edição aconteceu em dezembro, em Caruara, área continental de Santos, e retorna ao bairro no próximo dia 21, com exibição do longa “Brasil Animado”.
O projeto acontece na reformada Biblioteca Municipal Plínio Marcos. As sessões são seguidas por bate-papo com o jornalista e editor do CineZen, André Azenha. Eventualmente, haverá a presença de um profissional convidado, que fará comentários a respeito do tema retratado no dia.
Na trama da animação, Stress é um empresário que sempre pensa em novas formas de enriquecer. Relax é um diretor de cinema, que sempre tenta convencer Stress a investir em seus projetos. Um dia Relax propõe que eles encontrem o grande jequitibá rosa, a árvore mais antiga do Brasil. Stress gosta da ideia, pois logo vê a possibilidade de ganhar dinheiro vendendo ingressos para visitá-la. Só que a dupla não tem a menor ideia de onde ela esteja. Desta forma, partem em viagem pelo Brasil dispostos a encontrá-la. O filme é uma forma de introduzir às crianças um pouco sobre cada região do país.
“A biblioteca atualmente não é mais apenas o ponto de encontro para quem deseja ler. O termo leitura passa a ganhar um sentido universal. Biblioteca agora é um espaço multimídia, onde o cidadão tem à disposição diferentes formas de informação: do livro ao áudio-livro e o filme”, explica Jamir Lopes, gestor da rede municipal de Bibliotecas Públicas. “A Secretaria de Cultura percebeu esse novo papel desempenhado pelas bibliotecas e tem investido em novos projetos e infra-estrutura. Conforme o público aderir ao projeto, poderemos levá-lo a outros bairros de Santos, a exemplo da Zona Noroeste”, afirma. Desde 3 de outubro, a Biblioteca Municipal Plínio Marcos conta com mil novos tí­tulos e 150 áudio-livros, que podem ser emprestados aos moradores, além de jornais e revistas. A nova estrutura possui ainda seis computadores, impressoras, televisão LCD (42 polegadas), DVD e home theater.
“O Cine Comunidade comprova a capacidade do cinema em agir socialmente. Mas o intuito é que esses bate-papos ocorram de forma prazerosa para as pessoas, que terão acesso a grandes filmes de forma gratuita e poderão trocar ideias sobre os assuntos relevantes”, diz André Azenha. “Informação sim, mas de maneira acessível, gostosa. Vez ou outra, pretendemos levar suco e pipoca, que serão distribuídos entre os participantes”, conclui.

O Cine Comunidade tem apoio cultural da Vídeo Paradiso.


Serviço:

Cine Comunidade – exibição de “Rio” mais bate-papo com André Azenha
Quando: Sábado, 21 de janeiro, 15h
Onde: Biblioteca Municipal Plínio Marcos, Praça Palmares, Caruara, área continental de Santos
“Brasil Animado”, animação, 2011, 78 min., de Mariana Caltabiano
Entrada franca


Sobre André Azenha
: Jornalista, crítico de cinema, editor do www.cinezen.net e do CulturalMente Santista (santoscultural.net). É formado em Roteiro pela Escola de Cinema de São Paulo. Foi repórter e colunista de sites, revistas e jornais de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Alagoas. Desde 2007 é repórter da Veja Litoral Paulista. Em 2008, publicou seu primeiro livro, “Poesia a Quatro Mãos”, escrito em parceria com sua mãe e poetisa Regina Azenha. Trabalhou com o crítico de cinema Rubens Ewald Filho entre 2008 e 2009. Em 2011, fez críticas de filmes para a revista Época São Paulo. No mesmo ano, passou a assinar colunas semanais no portal do Curta Santos e no Jornal da Orla. Mediou o ciclo Documentários Comentados, no Sesc Santos. Participa de e organiza ciclos de cinema e eventos culturais. Colabora com a revista literária Mirante e o Clube de Poetas do Litoral. Também é assessor de imprensa: atuou em agências de comunicação de São Paulo de 2008 a 2011. Em 2009, assessorou a Feira Música Brasil, maior evento do gênero na América Latina, ocorrido no Recife. Criou o CineZen em março de 2009 e no ano seguinte passou a organizar do “CineZen Convida”, com o objetivo de estimular a discussão e a produção cultural. Em 2011, lançou o site CulturalMente Santista, que visa criar um registro jornalístico, na internet, da memória cultural de Santos e região.


Apoio cultural:


Vídeo Paradiso:
 Locadora que completou 20 anos de atuação em agosto de 2011, possui um acervo com mais de 17 mil títulos, entre DVDs, Blu-rays e fitas VHS. Tem sido parceira e apoiado projetos culturais da região, como da Cinemateca de Santos, Cineclube Lanterna Mágica, Oficinas Querô, cujos curtas são disponibilizados para locação gratuita, Sesc, Curta Santos e o CineZen. Mais em www.videoparadiso.com.br.

 

Cubatenses ajudam a escolher a Rainha do Carnaval e Rainha Gay

 

 

Pela primeira vez, concursos contarão com voto popular. Inscrições para candidatas vão até 12/1

 

O Carnaval 2012 em Cubatão está cheio de novidades. Com o tema “Da Raiz à Tradição”, a ideia da Secretaria de Cultura é retomar o Carnaval da alegria e da cultura popular. Os já tradicionais concursos da Rainha do Carnaval e Rainha Gay já estão com inscrições abertas e prometem ser especiais, buscando valorizar a beleza e energia dos representantes das entidades carnavalescas da cidade.

E pela pela primeira vez, a comunidade poderá participar da escolha. De 23 a 26/1, as fotos das candidatas às coroas de Rainha do Carnaval e Rainha Gay estarão expostas no saguão do Paço Municipal, onde a população poderá votar na sua preferida. Os votos computados terão peso no dia da eleição. O Concurso da Rainha do Carnaval acontece dia 27/1, às 20h, no Centro Esportivo Castelão (Rua Embaixador Pedro de Toledo, 365) e da Rainha Gay, no dia 28/1, às 20h, no mesmo local. Um corpo técnico vai julgar as candidatas por meio dos quesitos Porte, Charme e Desembaraço, Qualidade de Sambista. Os resultados sairão nos mesmos dias das disputas.

Prêmios – Além do cetro e da coroa, a Rainha do Carnaval e Rainha Gay serão premiadas com R$ 4 mil cada uma. Já a 1º Princesa e 1º Princesa Gay ganharão R$ 2.500,00, e a 2º Princesa e 1º Princesa Gay, R$ 1.500,00. Todas assumirão, junto com o Rei Momo Rochinha, as responsabilidades pertinentes à Corte Carnavalesca, alegrando as festividades e visitando os barracões das Escolas de Samba.

Espetáculo Dama da noite Estréia dia 30 de Abril no Casarão Santa Cruz em Santos

O texto  do escritor brasileiro Caio Fernando Abreu terá uma nova montagem, que estréia  dia 30 de abril, em Santos.

A fala da personagem ecoa e traz consigo a força de milhares de outros corpos, almas, pessoas que se encontram na mesma situação niilista, se sentindo ‘por fora do movimento da vida’, como diz a mesma personagem. É o eco-reflexo  de uma multidão que aprisiona seus sentimento e suas angústias por se encontrarem em um mundo que ainda não aprendeu a respeitá-los. “Dama da Noite”  é um porta voz de tantas outras vozes. É uma boca que, aberta, emana o grito aprisionado  de um sem-número de bocas que encontraram no silêncio sua melhor fantasia, não por escolha, mas por medo, incompreensão ou falta de uma outra – e mais digna – opção. (“Olha bem pra mim – tenho cara de quem escolheu alguma coisa na vida?“)

O local escolhido para a temporada é o “Casarão Santa Cruz”, espaço cultural que funciona em um sobrado na Av. General Câmara 99.  Lá, há atmosfera introspectiva e intimista necessária para o espetáculo, que será aberto a uma platéia de 25 espectadores por sessão.  Além disso, o endereço, bem como outras ruas e avenidas do Centro Histórico, serve de palco para a atuação de personagens reais que transitam nas noites da cidade, as quais se assemelham à nossa ‘dama da noite’.  Estas, inclusive, colaboraram no processo e terão sessões especiais para assistir ao espetáculo.Na quarta-feira, dia 27 de Abril, acontecerá a pré-estréia 20h na  Sala Plínio Marcos da Oficina Cultural Pagu ( Cadeia Velha- Pça dos Andradas) com entrada franca e capacidade para 40 pessoas. Após, haverá um bate papo a respeito do processo de montagem e a Obra do Autor

Ambientado como uma residência, que também pode ser um bar, um nigth club ou o que a imaginação do espectador permitir, as 25 pessoas do público serão conduzidas a uma experiência de troca. Por mais que seja um monólogo, a encenação não é unilateral, sendo o texto colocado de maneira a se tornar um diálogo com a platéia. Assim, se garante que cada apresentação seja única.

Em cena estará o ator e produtor cultural Luiz Fernando Almeida. Luiz Fernando iniciou no teatro em 1990, e dedicou-se à carreira em São Paulo, sempre dividindo seu tempo no paradigma atuar/dividir. É proprietário da Superbacana Produções. Recentemente foi premiado com o Prêmio Plínio Marcos – Melhor Ator Coadjuvante – pelo espetáculo “Quando os Olhos se Fecham” (2009) e no XVIII FESTAC (Festival de Teatro de Cubatão) – Melhor Ator Coadjuvante – pelo espetáculo “O que terá Acontecido a Rosemary?” (2010). Neste projeto, anseia pela montagem de um monólogo, o que é para ele um delicioso e instigante desafio.

A direção é de André Leahun, artista respeitado na cidade, que vem ao longo de sua carreira insistindo na produção local. Recentemente, obteve grande sucesso de público e de crítica com a direção do espetáculo “O que terá acontecido a Rosemary?”, atualmente em cartaz.

Teatro ao Meio dia

Com o objetivo de despertar e incentivar os trabalhadores, transeuntes e moradores da área central histórica de Santos, o interesse de assistir e incluir a cultura, através do espetáculo teatral, como cardápio alternativo no horário de almoço, durante a semana a Superbacana Produções em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Secretaria de Turismo lança o projeto Teatro ao Meio Dia que terá sessões gratuitas do espetáculo Dama da Noite sempre as quintas e sextas-feiras ( a partir do dia 05 de maio).

Tendo em vista toda a movimentação que o centro da cidade promove nos dias atuais através dos incentivos de revitalização, dar novo uso às edificações antigas, promovendo à cultura aos trabalhadores daquela região e recriando um pólo de diversões no Centro, num horário alternativo capaz de revigorar a atividade econômica, social e cultural da cidade.

Empresas, escolas e pessoas interessadas em reservar para grupos podem entrar em contato pelo email: superbacanaproducoeseventos@gmail.com.  “A temporada acontece ate 30 de Junho mas a idéia e dar continuidade ao projeto abrindo para temporadas de outros espetáculos”- conta Luiz Fernando Almeida, idealizador do projeto.

Serviço:

O que?

Dama da Noite de Caio Fernando Abreu

Com Luiz Fernando Almeida

Direção: Andre Leahun

Quando?

Estréia  Sábado 30 de Abril as 21h

Quintas e Sextas-feiras  ao meio dia  ENTRADA FRANCA

Sábados as 21h/Domingos as 18h

Quanto? 

$10,00 ( meia entrada) $ 20,00 ( inteira)

Ingressos na Internet: http://www.santaeconomia.com.br/bonus.php?qualbonus=54

Ingressos Antecipados na Realejo Livros (Rua Marechal Deodoro, 2 – Gonzaga)

Onde?

Casarão Santa Cruz

Rua General Câmara 99 – Centro- Santos

Capacidade: 25 pessoas

Informações/Reservas: 13 7808 8696

Ficha Técnica:

Ator: Luiz Fernando Almeida

Direção: Andre Leahun

Figurino: Luis Careca

Cenografia: Daniela Bevervanso

Multimídia: Spetto 

Maquiagem: Fernando Pompeu

Assistente de Maquiagem: Kleber Kleys

Iluminação: Andre Leahun

Customização: Johnny

Trilha Sonora: Andre Leahun e Luiz Fernando Almeida

Fotos e Vídeos: Gabriela Mangieri

Cenotécnica: Cenotech

Produção: Priscila Calazans

Produção Executiva: Paula D Albuquerque

Direção de Produção: Luiz Fernando Almeida

Panfletagem: Robson Moura e  Letícia Padilha

Realização: Superbacana Produções

Blog: www.damadanoiteteatro.blogspot.com

Twitter: @damadanoite1

Facebook: http://www.facebook.com/pages/Dama-da-Noite/186630641357382

Teaser: http://youtu.be/cbf9Fyoj1Jw

Apoio Institucional: Prefeitura Municipal de Santos, Secretaria de Cultura, Secretaria de Turismo, Secretaria de Saúde, Governo do Estado de São Paulo, Oficina Cultural Pagu, Poiesis.

Apoio Cultural: 269 ( Sex& Bath Club), Farinha Nita, Revista Junior, Mix Brasil, Câmara do Comercio GLS, Casarão Brasil Associação GLS,  Eskenta. Net

Apoio: Kokimbos, A Mineira Pão de Queijo,  Swasthya Yoga, Santos e Região Convention & Visitors Bureau,  Saudade FM, RH em Hospitalidade,Denuncia Jeans, Miúcha Calçados, A Confraria Produções Artísticas, Afroluz,  Oficina do Imaginário, Instituto Cae, Bellini Bolos, Sansex, Curta Santos, Lions Night Club, Realejo Livros, Amigos da Cultura, Santa Economia, Juicy Santos,  Cia Coisas de Teatro.

O que já “falaram” do espetáculo?

Jornal A Tribuna : http://migre.me/4dAVB

A Tribuna Digital : http://migre.me/4kyA8

Clara Monforte: http://migre.me/4dAY1

Boqueirão News: http://migre.me/4kyx3

Blog Superequatorial: http://migre.me/4dAWE

Blog Moda na Baixada: http://migre.me/4dAXd

O Palco Santista: http://migre.me/4dAZ0

Auto de Natal da Lapa será apresentado na Barca da Cultura e no Outeiro Santa Catarina no mês de Dezembro.

 

 

Baseado na primeira parte do clássico texto O Mártir do Calvário de Eduardo Garrido, este Auto de Natal enfoca de maneira moderna as tradições populares brasileiras de Natal, trazendo a tona o universo dos Pastoris, Lapinhas e Presépios.

Com doze músicas, que vão desde clássicos como Adeste Fidelis, passando por canções tradicionais de folias de reis e pastoris, e populares como José, gravada pelo grupo Mutantes o espetáculo utiliza-se ainda da linguagem do circo teatro para uma comunicabilidade direta para com a platéia.

A Direção é de André Leahun. No elenco: Luiz Fernando Almeida, Junior Brassalotti, Sidney Perez, Daniel Meirelis, Caio Marques, Ricardo Menezes, Danielle Coelho, Kátia Balliano, Paula Albuquerque, Priscila Calazans, Márcia Marques e Ludine Medeiros.

O Espetáculo será apresentado dentro do projeto Barca da Cultura, no dia 05 de dezembro nos seguintes locais: Ilha Diana, Monte Cabrão e Caruara. E no dia 10 de dezembro no Outeiro de Santa Catarina.

Entrada Franca

Secretaria de Cultura de Cubatão tem novo titular

A Secretaria de Cultura de Cubatão está sob novo comando a partir desta terça-feira (19/10): Welington Ribeiro Borges assume a pasta no lugar de Patrícia Campinas, que ficou por sete meses à frente da Secretaria. A nomeação foi feita pela prefeita Marcia Rosa, que agradeceu a participação da secretária Patrícia Campinas Reis, pela forma competente como exerceu a função nos últimos oito meses. A prefeita também promoveu mudanças no cargo de diretor de Cultura, nomeando o produtor cultural Joaquim Eduardo Teixeira.

Welington assume a pasta com o desafio de implementar uma política pública de Cultura eficaz, e pretende fazer isso com o apoio dos artistas, reafirmando a política do Governo Municipal, que sempre valorizou a participação popular. Assim, um de seus planos é criar mecanismos junto ao Conselho de Cultura e outras entidades, para fomentar a cultura e as ações dentro da Secretaria.

Carreira – O novo secretário de Cultura de Cubatão tem 45 anos, é servidor público de carreira, formado em História pela Universidade Católica de Santos, e atuou por seis anos como chefe das Bibliotecas e Arquivo Histórico da cidade, promovendo várias mudanças nos equipamentos de leitura do município, entre renovação do acervo, realização de atividades culturais nas bibliotecas públicas (unidades Central e Ramais), inclusão de Cubatão na rota do projeto Viagem Literária e implantação do processo de recuperação dos documentos e fotos do Arquivo Histórico.

Welington também é autor e co-autor de títulos como “Afonso Schmidt – Escritor da Alma Brasileira”, “Cubatão – Caminhos da História”, Revista Histórica “Avenida de Todos Nós – Desenvolvimento Histórico da Avenida 9 de Abril” e o livreto “O Que Você Precisa Saber Sobre Cubatão”.

Com ampla militância no setor cultural, principalmente no que se refere ao apoio a lançamento de dezenas de publicações de escritores cubatenses, Welington também coordenou a implantação do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural (Condepac), do qual é presidente.

Via – Amigos da Cultura