Motim Teatral acontece em três cidades da Baixada Santista neste fim de semana.

II Motim Teatral – Mostra Regional do Festival Santista de Teatro ( FESTA).

 

O Motim Teatral, realiza neste fim de semana, apresentações teatrais gratuitas nas cidades de Cubatao, Praia Grande e Santos.

 

Nessa segunda edição do Motim, o Movimento teatral irá expandir a mostra regional de grupos teatrais para mais duas cidades além de Santos, as apresentações também serão realizadas em Cubatão e Praia Grande.

 

Serão 26 apresentações gratuitas, de 14 grupos diferentes que ocuparão praças , teatros e espaços alternativos ao longo do mês de abril culminando com um grande encerramento que se dará no dia 1 de maio em Santos.

 

Nesse dia do trabalhador, o Movimento Teatral da Baixada Santista promoverá um ato contra a precarização do trabalho artístico na região. Há muito tempo que a região é conhecida como um celeiro de grandes artistas, porém existem poucas condições para que nossos artistas possam exercer profissionalmente suas atividades na região.

 

Acreditamos que só com muito diálogo e políticas públicas estruturantes, podemos modificar essa triste realidade que empurra nossos melhores artistas para fora da região em busca de melhores condições de trabalho.

 

O “Motim Teatral” como já diz o nome é a oportunidade dos grupos da região de buscarem uma interlocução com a sociedade por um outro viés, potencializado pela sua arte e projetado para fazer a Cultura regional avançar.

 

 

REALIZAÇÃO: Associação dos Artistas e  Movimento Teatral da Baixada Santista

 

APOIO INSTITUCIONAL: Secretaria do Estado da Cultura de Santos

 

APOIO: Vila do Teatro, Prefeitura de Santos, Superbacana Produções, Revista Sanatório Geral , Prefeitura de Cubatão, Teatro do Kaos, Prefeitura de Praia Grande.

 

CUBATÃO

 

Dia 25, sexta-feira

 

 Teatro do Kaos – 20h            

 

Teatro Genoma -  “Manifesto Artaud” – Um Grito nas Reticências do Paraíso.(Praia Grande/SP)

 

Neste drama ambientado na consciência e no imaginário de Artaud revela-se para o espectador um palco onde Artaud manipula a vida e o teatro, transportando toda a escência do fazer teatral na tragédia para sua vida, num jogo essêncial na busca de realizar um rito de passagem na relação teatro/espectador.

FICHA TÉCNICA:

Roteiro e Direção: Rodrigo Marcondes

Elenco: Rodrigo Marcondes,   Cristiano Iana,  Juliana Vicma e Fábio Massanet

Classificação Indicativa: 18 anos

 

 

 

Praça da Cidadania – Vila São José – 20h

 

 Os Panthanas – Núcleo de Pathifarias Circenses   -   Uma Palhaçada federal. (Santos/SP)

 

ju

 

Três palhaços cansados com as dificuldades e banalização da profissão buscam soluções por uma vida mais confortável. Fuxico convence Chevette e Xaveco que a melhor solução é estar na carreira política e decide se candidatar a presidência da república.

Através da estética e técnica do circo UMA PALHAÇADA FEDERAL é uma divertida sátira dos processos mercadológicos que envolvem as eleições.

 

Ficha técnica:

 

Dramaturgia e elenco:  Sidney Herzog, Junior Brassalotti e Pablo Bailoni. Orientação Caio Martinez Pacheco.

 

Classificação etária: livre

 

 

 

Dia 26, sábado

 

 Parque Anilinas – 16h30

 

Casa 3 de Artes – Rapunzelee (Guarujá/SP)

RAPUNZELEE (16)

 

RapunzeLee é uma releitura urbana do clássico Rapunzel, onde a Bruxa Nena, através de seu diário, conta a “sua” versão dos fatos. Musical infantil que homenageia o rock brasileiro, personificado na figura da cantora Rita Lee, onde suas canções servem de inspiração para a criação dramatúrgica e visual do espetáculo.

O espetáculo foi concebido esteticamente para espaços alternativos, possibilitando diretamente a interação entre atores e a sociedade.

Ficha técnica: Autor/Diretor: Kadu Veríssimo. Elenco: Elias Tomais,  Junior Brassalotti, Luiz Fernando Almeida, Rafael de Souza,  e o músico convidado Marquinhos Silvino.

Classificação etária: Livre

 

 

 Teatro do Kaos -20h

 

Cia da Solitude – Algumas Historias (Santos/SP)

 

algumas historias

A vida e a obra de Paulo José é apresentada ao público por um Jovem Aprendiz que, ao compartilhar também sua identificação com este grande artista, acaba por falar de um encontro de gerações entre atores que têm em comum o amor aos palcos.

 

Ficha técnica: Interpretação: Bruno Fracchia . Dramaturgia: Bruno Fracchia, inspirada no livro Memórias Substantivas, de Tânia Carvalho . Direção: Paula D´Albuquerque

Classificação etária: 14 anos

 

 22h – Teatro do Kaos

 

 Cia Ohm de Teatro – Dentro de Mim Mora Outra (Santos/SP)

 

DENTRO DE MIM MORA OUTRA ESTRÉIA (60)

Apesar da grande relatividade cultural humana em perceber o ambiente, podemos dizer que existem certas universalidades entre os seres humanos que os caracterizam como espécie. Uma delas seria a capacidade de organizar ideias e percepções da vida, a partir da capacidade de categorizar. No entanto, as categorias de pensamento são socialmente construídas, então, deve-se ter o cuidado de contextualizar, culturalmente, o tempo e o espaço em que essas categorias foram concebidas, assim como a sua função social, em um dado contexto histórico e cultural. Nesse sentido, transexualidade não se trata de uma categoria natural, mas de uma percepção moderna de um fenômeno típico e recorrente da diversidade sexual humana comum em muitas culturas.

 

Ficha técnica: Dramaturgia: Ronaldo Fernandes.  Elenco:  Renata Carvalho.

 

Classificação etária: 16 anos

 

 

 

Dia 27, domingo

 

Parque Anilinas – 16h30

 

Trupe Olho da rua -  Arrumadinho

 

Arrumadinho por Mariane Rodrigues

Através de um jogo intenso com o público, o espetáculo provoca, critica e questiona o homem moderno, bem como a pateticidade que o cerca em relação ao trabalho e ao sonho de prosperidade.

Ficha Técnica   Criação Coletiva. Orientação – Zeca Sampaio, Direção – Caio Martinez Pacheco. Atores – Bruna Telly, Caio Martinez Pacheco, João Paulo Pires, João Luiz Pereira, Raquel Rollo e Wendell Medeiros.

Classificação Livre

 

 

 Teatro do Kaos – 20h

 

  Cia Teatral Carcarah Voador – Ispinho e Fulô De Patativa (Santos/SP)

O espetáculo investiga cenicamente, a poesia  e a vivência  de Antonio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré, que através de sua obra poética  se preocupa em descrever  a vida quotidiana do povo nordestino como nenhum outro autor.

A simplicidade poética do cantador e autor sertanejo nos remete ao universo do povo sofrido do sertão cearense, reconhece sua força e luta por mais dignidade.

A pesquisa através da obra do poeta Patativa do Assaré, faz uma reflexão e  busca entender e sentir essa realidade

Ficha técnica: Texto: Patativa do Assaré. Direção: Cicera Carmo. Elenco: Cicera Carmo e Vidah Santos

 

Classificação etária: Livre

 

 

Praia Grande

 

Dia 25/04

 

Praça 19 de Janeiro

Avenida Costa e Silva

19h

 

 Cia do Elefante – ESTA PARTIDA NÃO SERÁ TELEVISIONADA (Santos/SP)

 

partida

 

Em ano de copa do mundo, a montagem da Companhia do Elefante/Grupo TESCOM (Santos/SP) explora os bastidores do esporte mais popular do país, revelando injustiças sociais e expondo personagens essenciais desse grande jogo mercadológico.

 

Ficha técnica: TEXTO FINAL E DIREÇÃO: Marcus Di Bello, ELENCO: Alessandra Santana, Alex Sandro Lopes, Felippe Alves, Flávia Simões, Jamili Limma, Kaylane Souza e Lucas Degásperi

 

Classificação: livre

 

DIA 26 

sábado

 

Praça 19 de Janeiro

Avenida Costa e Silva

12H

 

Teatro Genoma -  “Manifesto Artaud” – Um Grito nas Reticências do Paraíso.(Praia Grande/SP)

 

 

 

 

Neste drama ambientado na consciência e no imaginário de Artaud revela-se para o espectador um palco onde Artaud manipula a vida e o teatro, transportando toda a escência do fazer teatral na tragédia para sua vida, num jogo essêncial na busca de realizar um rito de passagem na relação teatro/espectador.

FICHA TÉCNICA

Roteiro e Direção: Rodrigo Marcondes

Elenco: Rodrigo Marcondes,   Cristiano Iana,  Juliana Vicma e Fábio Massanet

Classificação Indicativa: 18 anos

 

Cidade Ocian

Praça Vicente de Carvalho

16h30

 

Bando pero no mucho – Eu, Migo e meu Umbigo (Santos/SP)

 

okDSC_8945

 

Suspiro, um jovem palhaço se vê em plena solidão, fruto de seu próprio egoísmo, o que lhe faz criar seres imaginários para suprir sua falta, que só o faz lembrar que é impossivel viver sozinho.

Ficha técnica: Roteiro cênico: Daniel Meirelis e João Paulo Pires. Elenco: Daniel Meirelis. Direção e Preparação : João Paulo Pires

 

 

Classificação etária: livre

 

 

 

Santos

 

26/04- 22h

 

Casa da Frontaria Azulejada

Rua do Comercio 96- Centro

 

negruxa

 

“Negrinha”, um conto de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém preconceitos e segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, modificando o curso da história. Ao se ver sem a boneca, objeto que lhe fez despertar à condição humana, Negrinha acaba perdendo o sopro de vida que trazia em si.

 

30 lugares por sessão

 

Ficha técnica:  texto: Monteiro Lobato.  Direção: Paula D’Albuquerque

Direção Musical: Maestro Ulysses Mansur.

Elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Pri Calazans

Part. Especial Lacteavia Consorte e Rosy Padron

Classificação: 14 anos

Praça Mauá – Centro de Santos – 19h

 

O Coletivo – Projeto Bispo- Tratados como bichos, comportam-se como um. (Santos/SP)

PROJETO BISPO - Foto de Eduardo Amaro (163)

 

27/04- 19H 

Saida da Pça Maua

 

Direção: Kadu Verissimo. Elenco: Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Rony Magno, Wendell Medeiros, Lucas Oliveira, Sérgio Bratz,  Malvina Costa e Zécarlos Gomes.

 

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

O ponto de partida é a Praça Mauá. A partir dali, varias cenas acontecem em diversos pontos do centro histórico de Santos ate que o publico chega a Casa da Frontaria Azulejada onde será convidado a entrar e assistir  o desenrolar do espetáculo. Em cada rua, cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas ruas e que muitas vezes passam despercebidos por nossos olhares treinados e ignorar tudo o que não nos convém.

Capacidade dentro da Frontaria Azulejada: 50 pessoas

Classificação Indicativa: 18 anos

Espetaculo Dama da Noite se apresenta nesta sexta-feira 18/04 no MOTIM TEATRAL

Dama da Noite

O espetaculo Dama da Noite se apresenta nesta sexta-feira, 18 de abril, as 20h, na Vila do Teatro , com entrada franca, integrando a programaçao do MOTIM TEATRAL. A Vila do Teatro fica na Pça dos Andradas ao lado da Rodoviaria.

A peça que acaba de virar curta-metragem , com previsao de lançamento para o segundo semestre, realiza esta apresentaçao comemorando 03 anos em cartaz.

O ator Luiz Fernando Almeida encarna a personagem e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive. O espetáculo tem direção de André Leahun.

Em um cenário que é uma residência, mas que pode ser também um clube ou o que a imaginação do público desejar, a “Dama da Noite” não se limita à atuação e instiga um diálogo com seu público em clima intimista.

O premiado espetáculo mostra ao público um conto do escritor que, mesmo depois de sua morte, faz sucesso nas redes sociais com frases de várias de suas obras compartilhadas pelos usuários.

O espetáculo

“Dama da Noite” estreou em abril de 2011. Cumpriu 9ª temporadas consecutivas na cidade de Santos e duas na cidade de São Paulo sempre com enorme sucesso de público e crítica.

O espetáculo esta entre os finalistas do premio Aplauso Brasil 2013 nas categorias Ator, Diretor e Figurino e ainda foi indicado nas categorias Melhor Espetáculo Independente e Cenografia.

Também foi indicado ao premio Papo Mix da Diversidade 2012 na categoria espetáculo Teatral, ficou em 2º lugar no Premio Nacional de Teatro de Mogi das Cruzes (2011) e o premio de melhor Maquiagem no 2º FESTKAOS onde ainda foi indicado nas categorias Ator, Melhor Espetáculo, Melhor Iluminação e Melhor Trilha Sonora.

Participou de Festivais importantes como: Mix Brasil (Acre, SP e RJ), FESTAC (Festival Nacional de Teatro do Acre, Festival de Teatro de Curitiba (FRINGE) Premio Nacional de Teatro de Mogi das Cruzes, Festival Santista de Teatro, Sansex- Mostra da Cultura de Diversidade de Santos, MOTIM Teatral, FESTKAOS entre outros).

O ator

No teatro desde 1990, Luiz Fernando recebeu o Prêmio Plínio Marcos de Melhor Ator Coadjuvante pelo espetáculo “Quando os olhos se fecham” (2009). No XVIII Festac também foi escolhido Melhor Ator Coadjuvante por “O que terá acontecido a Rosemary?” (2010), foi indicado como Melhor Ator no FESTKAOS 2013 e esta entre os finalistas do Premio Aplauso Brasil 2013 na categoria Melhor Ator.

Recentemente fez sua estreia no cinema no curta-metragem “Meu Neném” com direção de Ricardo Santini e produção da Brasileira Filmes que esta rodando o circuito de Festivais de Cinema.

Dama da Noite na internet

www.damadanoiteteatro.blogspot.com

https://www.facebook.com/damadanoiteteatro 

Twitter: @damadanoite1

A Banda Mais Bonita da Cidade traz a Santos o show O Mais Feliz da Vida

A-Banda-Mais-Bunita-da-Cidade-por-Beto-Bolliger2
Composta por Uyara Torrente (vocal), Thiago Ramalho (guitarra), Vinícius Nisi (teclado), Marano (baixo) e Luís Bourscheidt (bateria), a banda mostra amadurecimento musical e mudança de rumo em seu segundo disco. Produção Mannish Blog e Lucas Shows e Eventos

 A Banda Mais Bonita da Cidade teve sua carreira propagada após a viralização do vídeo Oração, em 2011, e atualmente está em turnê nacional divulgando seu segundo álbum “O Mais Feliz da Vida”. Muito bem recebido pela crítica e pelo público, o álbum traz a atmosfera já consagrada dos seus shows para um disco de estúdio.
Começando em 2009 sem grandes pretensões, A Banda Mais Bonita da Cidade nasceu da vontade de reinterpretar as canções que amava. Teve sua carreira propagada após publicar na internet seu vídeo “Oração” em 2011 (um dos mais vistos em todo o mundo) e gravou seu primeiro disco pelo sistema de crowdfunding, conceito pouco conhecido no Brasil na época. Atualmente, a banda trabalha na Turnê de lançamento do segundo disco de estúdio: O Mais Feliz da Vida.
Nesse novo álbum, a banda apresenta um registro maduro, sugerindo uma mudança sonora sem abrir mão de suas principais características e trazendo para o estúdio a atmosfera já consagrada dos seus shows.

Serviço:
Show: A Banda Mais Bonita da Cidade
Local: Teatro Coliseu de Santos
Data: 15 de maio de 2014
Horário: 21 horas
Endereço: Rua Amador Bueno, 237 – Centro – Santos – SP
Ingressos: À venda na bilheteria do Teatro Coliseu, pelo telefone (13) 4062 0016 e pelo site: http://www.compreingressos.com/

Primeiro lote (300 ingressos)
R$ 60,00 – Inteira
R$ 30,00 – Meia

Segundo lote
R$ 80,00 – Inteira
R$ 40,00 – Meia
Ficha Técnica

Produção: Lucas Shows e Eventos e Mannish Boy Produções Artísticas

II Motim Teatral – Mostra Regional do Festival Santista de Teatro ( FESTA)

II Motim Teatral – Mostra Regional do Festival Santista de Teatro ( FESTA).

 

Nessa segunda edição do Motim, o Movimento teatral irá expandir a mostra regional de grupos teatrais para mais duas cidades além de Santos, as apresentações também serão realizadas em Cubatão e Praia Grande.

 

Serão 26 apresentações gratuitas, de 14 grupos diferentes que ocuparão praças , teatros e espaços alternativos ao longo do mês de abril culminando com um grande encerramento que se dará no dia 1 de maio em Santos.

 

Nesse dia do trabalhador, o Movimento Teatral da Baixada Santista promoverá um ato contra a precarização do trabalho artístico na região. Há muito tempo que a região é conhecida como um celeiro de grandes artistas, porém existem poucas condições para que nossos artistas possam exercer profissionalmente suas atividades na região.

 

Acreditamos que só com muito diálogo e políticas públicas estruturantes, podemos modificar essa triste realidade que empurra nossos melhores artistas para fora da região em busca de melhores condições de trabalho.

 

O “Motim Teatral” como já diz o nome é a oportunidade dos grupos da região de buscarem uma interlocução com a sociedade por um outro viés, potencializado pela sua arte e projetado para fazer a Cultura regional avançar.

 

 

REALIZAÇÃO: Associação dos Artistas e  Movimento Teatral da Baixada Santista
APOIO INSTITUCIONAL: Secretaria do Estado da Cultura.
APOIO: Vila do Teatro, Prefeitura de Santos, Superbacana Produções, Revista Sanatório Geral , Prefeitura de Cubatão, Teatro do Kaos, Prefeitura de Praia Grande.

 

PROGRAMAÇÃO

 

SANTOS / ABRIL

 

Dia 18, Sexta feira – Fonte do Sapo as 16h30

 

Teatro Widia e Coisas de Teatro – Cia. de Arte  – FARRANDANÇA

 

farrandança

 

Três histórias retratam de forma bem humorada o cotidiano de uma tradicional trupe de artistas mambembes. Calixto, o contrarregra, sonha em ser Otelo, mas tem um obstáculo no meio do caminho: Sr. Antônio, seu sogro e dono da companhia que teima em lhe esfriar a cena. Os músicos e o maestro da orquestra não se entendem, enquanto a dançarina e a vendedora de balas disputam o amor do patrão. Os atores utilizam as técnicas do teatro popular, com referências da commediadell’arte, farsa e números de clowns.

 

Ficha técnica: Direção e Adaptação: Platão Capurro Filho

 

Com André Nunes, Bruna Telly, Camila Baraldi, Daniel Valverde, Deia Oliveira, Wagner Bastos e Márcia Marques

 

Classificação etária: Livre

 

20h – Vila do Teatro

 

Superbacana Produções  – Dama da Noite (Santos/SP)

Dama da Noite

 

Luiz Fernando Almeida encarna a “Dama da Noite” e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive.

Ficha técnica: Autor:  Caio Fernando Abreu. Ator:  Luiz Fernando Almeida. Direção: André Leahun

Classificação Etária: 14 anos

 

  22h30  -Vila do Teatro

 

Cia Ohm de Teatro – Dentro de Mim Mora Outra (Santos/SP)

 

DENTRO DE MIM MORA OUTRA ESTRÉIA (60)

Apesar da grande relatividade cultural humana em perceber o ambiente, podemos dizer que existem certas universalidades entre os seres humanos que os caracterizam como espécie. Uma delas seria a capacidade de organizar ideias e percepções da vida, a partir da capacidade de categorizar. No entanto, as categorias de pensamento são socialmente construídas, então, deve-se ter o cuidado de contextualizar, culturalmente, o tempo e o espaço em que essas categorias foram concebidas, assim como a sua função social, em um dado contexto histórico e cultural. Nesse sentido, transexualidade não se trata de uma categoria natural, mas de uma percepção moderna de um fenômeno típico e recorrente da diversidade sexual humana comum em muitas culturas.

 

Ficha técnica: Dramaturgia: Ronaldo Fernandes.  Elenco:  Renata Carvalho.

 

Classificação etária: 16 anos

 

 

Dia 19, sábado  -  Vila do Teatro – 20h  

 

Cia da Solitude – Algumas Historias (Santos/SP)

 

algumas historias

A vida e a obra de Paulo José é apresentada ao público por um Jovem Aprendiz que, ao compartilhar também sua identificação com este grande artista, acaba por falar de um encontro de gerações entre atores que têm em comum o amor aos palcos.

Ficha técnica: Interpretação: Bruno Fracchia . Dramaturgia: Bruno Fracchia, inspirada no livro Memórias Substantivas, de Tânia Carvalho . Direção: Paula D´Albuquerque

Classificação etária: 14 anos

Casa de Frontaria Azulejada – Centro de Santos – 22h

 

Oficina do imaginário – Negrinha (Santos/SP)

 

negruxa

 

“Negrinha”, um conto de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém preconceitos e segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, modificando o curso da história. Ao se ver sem a boneca, objeto que lhe fez despertar à condição humana, Negrinha acaba perdendo o sopro de vida que trazia em si.

30 lugares por sessão

 

Ficha técnica:  texto: Monteiro Lobato.  Direção: Paula D’Albuquerque

Direção Musical: Maestro Ulysses Mansur.

Elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Pri Calazans

Part. Especial Lacteavia Consorte e Rosy Padron

 

Classificação: 14 anos

 

 

Dia 20, domingo  

 

Praça Mauá – Centro de Santos – 19h

 

O Coletivo – Projeto Bispo- Tratados como bichos, comportam-se como um. (Santos/SP)

 

PROJETO BISPO - Foto de Eduardo Amaro (163)

 

Direção: Kadu Verissimo. Elenco: Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Rony Magno, Wendell Medeiros, Lucas Oliveira, Sérgio Bratz,  Malvina Costa e Zécarlos Gomes.

 

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

O ponto de partida é a Praça Mauá. A partir dali, varias cenas acontecem em diversos pontos do centro histórico de Santos ate que o publico chega a Casa da Frontaria Azulejada onde será convidado a entrar e assistir  o desenrolar do espetáculo. Em cada rua, cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas ruas e que muitas vezes passam despercebidos por nossos olhares treinados e ignorar tudo o que não nos convém.

Capacidade dentro da Frontaria Azulejada: 50 pessoas

 

 

Classificação Indicativa: 18 anos

 

 

 Vila do Teatro – 21h

 

A Confraria Produções Artisticas – Amor por Anexins

 

AMOR POR ENEXINS (2)

O espetáculo é construído por meio de jogo de palavras e ditados populares e promove uma reflexão bem humorada sobre amor, dinheiro e casamento por conveniência. Narra a história de Isaías e Inês. Ele está louco para casar-se e vive propondo casamento a Inês, uma senhora distinta viúva e costureira. Isaías escreve-lhe cartas de amor falando de suas intenções, destacando suas qualidades.

Ficha técnica: Direção Egbert Mesquita. Autor: Arthur Azevedo. Elenco:  Angelica Magenta, André Leahun e Camila Baraldi (stand in)

Classificação etária: Livre

 

 

Dia 26, sábado

 

Casa de Frontaria Azulejada – Centro de Santos – 22h

 

Oficina do imaginário – Negrinha (Santos/SP)

 negrinha nat

“Negrinha”, um conto de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém preconceitos e segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, modificando o curso da história. Ao se ver sem a boneca, objeto que lhe fez despertar à condição humana, Negrinha acaba perdendo o sopro de vida que trazia em si.

30 lugares por sessão

 

Ficha técnica:  texto: Monteiro Lobato.  Direção: Paula D’Albuquerque

Direção Musical: Maestro Ulysses Mansur.

Elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Pri Calazans

Part. Especial Lacteavia Consorte e Rosy Padron

Classificação: 14 anos

 

 

 

Dia 27, domingo

 

Praça Mauá – Centro de Santos – 19h

 

O Coletivo – Projeto Bispo- Tratados como bichos, comportam-se como um. (Santos/SP)

PROJETO BISPO - Foto de Eduardo Amaro (1)

 

Direção: Kadu Verissimo.

Elenco: Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Rony Magno, Wendell Medeiros, Lucas Oliveira, Sérgio Bratz,
Malvina Costa e Zécarlos Gomes.

 

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

O ponto de partida é a Praça Mauá. A partir dali, varias cenas acontecem em diversos pontos do centro histórico de Santos ate que o publico chega a Casa da Frontaria Azulejada onde será convidado a entrar e assistir  o desenrolar do espetáculo. Em cada rua, cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas ruas e que muitas vezes passam despercebidos por nossos olhares treinados e ignorar tudo o que não nos convém.

Capacidade dentro da Frontaria Azulejada: 50 pessoas

 

 

Classificação Indicativa: 18 anos

 

 

* A PROGRAMAÇÃO DAS CIDADES DE CUBATÃO E PRAIA GRANDE SERAO DIVULGADAS ESTA SEMANA.

 

Divulgação:

Luiz Fernando Almeida

13 981618751 ( whatsapp)

www.facebook.com/luizfernandoalmeida

www.facebook.com/superbacana.producoes.

 

Espetáculo Eu, Migo e meu Umbigo se apresenta no final de semana em Santos

 

okDSC_8945

 

A experiência do homem contemporâneo com a solidão em um mundo hiper-conectado é causa e consequência de uma série de contradições nas relações sociais. O exagero, o silêncio, o barulho, o constrangimento, a raiva, o egoísmo e a possibilidade do amor, milimetricamente desajustados dentro do eu, é ponto de partida para esse jogo palhacesco.

Suspiro, um palhaço e sua mala cheia de memórias, interagindo com o seu mundo, depara-se com o lixo interior que foi jogado para debaixo do tapete de suas lembranças, lembranças essas que estão impregnadas em suas roupas, escorrem por suas mãos e estão vivas, pairando pelo ar.

 

“O Bando Pero No Mucho”

 

Espetáculo: Eu, Migo e Meu Umbigo

Direção e Roteiro: João Paulo Pires

Palhaço: Daniel Meirelis

Roteiro, Figurino e Trilha Musical: Daniel Meirelis

Designer Gráfico: Betinho Neto

Fotografia: Mariane Rodrigues

Produção: Noa Marchese

Divulgação:  Luiz Fernando Almeida

Classificação: Livre

Duração: 40 minutos

Datas: dia 12  de Abril-  Sábado

Local: Emissário Submarino “Parque Mario Santine”

Horário: 17:30

 

Dia 13 de Abril-  Domingo

Rua Conselheiro Ribas s/nº  na praça do Sesc

Horário: 17:00

 

SANSEX- Mostra de Cinema e da Cultura da Diversidade recebe inscriçoes de curtas-metragens LGBT

logo-sansex-ok-final-vide

 

 

Sansex Mostra da Diversidade – Mostra de Cinema e da Cultura da Diversidade de Santos recebe inscrições para a mostra de cinema e da 3ª edição, que acontece entre os dias 27 de Maio e 01 de Junho de 2014, no litoral paulista.

As inscrições são gratuitas e estão abertas apenas a obras audiovisuais nacionais em curta-metragem, com temática LGBT, que não tenham participado de edições anteriores da Mostra. Para realizar a inscrição, o interessado deve enviar pelo correio, com aviso de recebimento o DVD e informações com os dados da produção para Associação dos Artistas (Rua Pero Corrêa, 581 – Itararé, São Vicente – SP, 11320-140)
Filmes também podem ser enviados também pelo e-mail para superbacanaproducoeseventos@gmail.com

As inscrições podem ser realizadas no período de 01 a 15 de Abril. Valendo a data de postagem nos correios.

Para maiores informações: 13 981618751 com Luiz Fernando Almeida.

Sobre a SANSEX

A missão da Mostra é valorizar produções artísticas, modificar paradigmas e promover discussões – sempre com foco na diversidade sexual humana.

A programação está voltada a todos os públicos, em cinemas, teatros e pontos de cultura espalhados pelas Cidades da região.As ações pretendem reunir cineastas, estudantes, pesquisadores, artistas, militantes, comunidade LGBT e público em geral interessado na temática, por meio das linguagens artísticas.

A SANSEX e o primeiro evento cultural sobre a Cultura da Diversidade Sexual da Baixada Santista, e acontece anualmente desde 2011; A realização e da  Associação dos Artistas, Superbacana Produções e da Associação Olhar Caiçara. E apoio da Secretaria do Estado da Cultura atraves da emenda parlamentar da Deputada Federal Telma de Souza

 www.facebook.com/mostrasansex